Torcedores do Inter entram em confronto com a BM no entorno do Beira-Rio

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

Após o empate por 1 a 1 do Internacional com a Ponte Preta, nesta quinta-feira (17), no Beira-Rio, torcedores colorados entraram em confronto com Brigada Militar do lado de fora do estádio.

Do lado de dentro do Beira-Rio, de onde diversos torcedores e profissionais de imprensa foram impedidos de sair temporariamente devido à confusão, foi possível escutar tiros de bala de borracha e cerca de uma dezena de bombas de efeito moral. 

Um grupo de torcedores gerou quebra-quebra das grades que dão acesso ao estádio e foi contido pelos seguranças e forças militares. Após alguns minutos de confronto, a situação se acalmou. 

Os torcedores, ainda, tentaram invadir o edifício garagem na busca pelos jogadores. Foram impedidos pelo Batalhão de Choque da Brigada Militar, que acabou separando os mais irritados. 

Quando o protesto teve fim foi possível ver seu reflexo na parte externa do estádio. Uma porta de vidro foi quebrada e várias grades acabaram quebradas. Latas de lixo foram reviradas pelo pátio do estádio e madeiras de escadas também foram arrancadas. Não há registro de detenções ou feridos. 

Marinho Saldanha/UOL

Em campo, o Inter saiu à frente do placar, mas cedeu empate à Ponte Preta. Com o tropeço, o Colorado permaneceu na zona de rebaixamento do Brasileirão a três rodadas do fim do certame. Com o resultado, Celso Roth acabou demitido. 

O Inter tem 39 pontos, mesma soma do Vitória, primeiro time fora do Z-4. Os dois clubes têm mesmo número de vitórias, empates, derrotas e até saldo de gols, mas o Leão Baiano fica à frente nos gols marcados, embora o Colorado tenha sido menos vazado. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos