Rodrigo Caio não poupa colegas e fala de falta de comprometimento no SP

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Felipe Espindola/sãopaulofc.net

    Rodrigo Caio não sabe se permanece no SP em 2017

    Rodrigo Caio não sabe se permanece no SP em 2017

Sem travas na língua, Rodrigo Caio não escondeu a sua insatisfação com o desempenho do São Paulo neste ano. O zagueiro, único representante da equipe na seleção brasileira principal, não poupou os companheiros e criticou a postura deles em campo.

"É falta de comprometimento [a não recomposição da equipe em certos pontos da partida]. A gente entende que tem momento do jogo que o desgaste é muito grande, mas tem de correr e se dedicar. Em alguns jogos, não teve essa recomposição da forma que precisa e por isso que a gente vive um momento tão difícil", disparou o zagueiro.

"Em muitos momentos difíceis a gente se uniu, mas em muitos momentos não tivemos essa união para sair de situações difíceis. Ontem [quinta-feira, no empate com o Grêmio por 1 a 1] foi a prova do ano que a gente teve. Um jogo controlado em alguns momentos, mas outros nós éramos um time muito espaçado, que coletivamente não se ajudou e por isso passamos por dificuldades nesse ano", destacou Rodrigo Caio.
 

Por conta dessa performance ruim da equipe, o defensor não estranharia se a diretoria reformulasse o elenco para 2017.

"Se a diretoria quiser fazer uma reestruturação completa ou uma limpa geral, não podemos falar nada pelo ano que o time tivemos. Não temos o direito de falar nada", afirmou defensor, que dá a receita para o time nesta reta final de Brasileiro.

"É terminar um ano de maneira digna, com maior número de pontos possíveis. Esse é o objetivo. A gente sabe que está devendo, a equipe não consegue emplacar e isso não pode acontecer em um clube grande como São Paulo. O mínimo é correr, se dedicar e ganhar os próximos jogos", disse Rodrigo Caio.

O zagueiro, de 23 anos, tem contrato com o São Paulo até 14 de outubro de 2018. Porém, em alta no mercado internacional, ele não descarta a possibilidade de deixar o Tricolor no fim desta temporada.
 
"Não tenho nenhuma proposta concreta. Sempre deixei claro que tenho objetivo de jogar na Europa algum dia. Se vai acontecer nessa janela ou daqui a um ano ou dois, é difícil prever. Se aparecer, vou avaliar se vai ser bom para minha carreira, para crescer como jogador", contou o beque, que deve ter uma reunião com o diretor executivo do São Paulo, Marco Aurélio Cunha, nos próximos dias.
 
De qualquer maneira, ele não acredita que o Tricolor tenha necessidade de contratar um jogador para a zaga em 2017. 
 
"A gente tem jogadores de muita qualidade. O Douiglas, o Maicon, que vem jogando, o Lyanco, o Lucão e o Lugano. Acredito que estamos bem servidos e não tem necessidade nenhuma de contratar, caso eu saia. Quem entrar para jogar dá conta do recado", previu Rodrigo Caio.
 

Quer receber notícias do São Paulo de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos