Fred se isola na artilharia, mas Atlético não vence o rebaixado Santa Cruz

Do UOL, em Belo Horizonte

Bem que Fred tentou. O atacante foi o melhor jogador de linha do Atlético-MG no empate em 3 a 3 com o Santa Cruz, no Recife. O camisa 99 fez um gol, se isolando na artilharia da competição, e ainda deu um belo passe para o terceiro gol alvinegro, anotado por Hyuri. Mas não foi o suficiente para os reservas do Atlético vencerem o já rebaixado Santa Cruz.

Com o resultado, a situação na briga por uma vaga pelo G3 se manteve. A distância para o Flamengo, o terceiro colocado, segue em cinco pontos. Restando duas rodadas para o término do Brasileirão, dificilmente o time mineiro deve conseguir tirar a diferença.

Dupla Keno e Grafite deita em rola em campo

O Santa Cruz venceu a defesa do Atlético com gols de Grafite e Keno, além de Vitor. E os dois destaque poderiam até deixar o Arruda com mais gols. A dupla de ataque do Santa Cruz aproveitou a enorme fragilidade defensiva do Atlético. Além dos gols, ainda no primeiro tempo, foram pelo menos quatro boas chances de ampliar o marcado, duas com Grafite e outras duas com Keno.

Defesa de 2016 supera o péssimo desempenho de 2015

Um dos pontos mais contestados do Atlético vice-campeão brasileiro no ano passado foi a defesa. Enquanto o campeão Corinthians se mostrava sólido defensivamente, o time mineiro sofreu, em média, mais de um gol por jogo. Foram 47 em 38 rodadas. Desempenho que piorou em 2016. Em 36 rodadas, o Atlético já superou a marca de 2015, com 48 gols. E ainda faltam duas rodadas para o término da competição, contra São Paulo e Chapecoense.

Giovanni na defesa e Fred no ataque são os destaques

O contrato de Giovanni está perto de vencer. No Atlético desde 2011, o goleiro mostrou que a diretoria pode contar com ele. Contra o Santa Cruz, o arqueiro reserva evitou que o time fosse derrotado. Foram pelo menos quatro grandes defesas. Se Giovanni resolveu na defesa, Fred foi o cara no ataque. O centroavante marcou mais um gol, o 14º neste Brasileirão, voltando a se isolar na artilharia. Fred ainda deu o passe para o gol de Hyuri.

Atlético garante o 4º lugar do Brasileirão

Nas palavras do presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno, terminar o Brasileirão entre os três primeiros colocados era obrigação. Mas com o empate diante do Santa Cruz, a quarta rodada sem vitória no Brasileirão, o time mineiro viu busca pelo G3 ficar ainda mais difícil. Por outro lado, são 62 pontos conquistados e nenhuma possibilidade de ser superado por Atlético-PR e Botafogo.

Após 65 dias, Marcos Rocha volta a jogar

Foram mais de dois meses parado, mas o lateral direito Marcos Rocha está preparado para ajudar o Atlético na final da Copa do Brasil. Sem atuar desde o dia 15 de setembro, o camisa 2 jogou diante do Santa Cruz como parte do processo para estar em boa forma para o jogo com o Grêmio, nesta quarta-feira. Do time que jogou no Arruda, apenas Marcos Rocha vai ser titular no primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil. Como já estava previsto, Rocha deixou o jogo aos 16 minutos do segundo tempo.

Cazares não aproveita nova chance e é expulso

O começo de Campeonato Brasileiro do meia Cazares deixou o torcedor do Atlético bastante animado. Com ele em campo, o time mineiro não era derrotado. Além disso, o jogador equatoriano era fundamental para o time, com gols e assistências. Mas tudo mudou após a lesão na coxa direita. Foram quase dois meses parado e desde que retornou, Cazares jamais conseguiu render perto do que mostrou no primeiro turno. Agora reserva, sem nenhum time de contestação, Cazares não jogou bem diante do Santa Cruz e ainda foi expulso, prejudicando o Atlético no jogo.

FICHA TÉCNICA
SANTA CRUZ 3 X 3 ATLÉTICO-MG
Data:
20 de novembro de 2016, domingo
Horário: 19h30 (de Brasília)
Motivo: 36ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Arruda, no Recife (PE)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa e Dibert Pedrosa Moises (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Neris e Danny Morais (SCZ) - (CAM)
Cartões vermelhos: Jadson (SCZ) Cazares (CAM)
Gols: Fred aos 5 min, Grafite aos 13 e Keno aos 30 do primeiro tempo Clayton aos 9 min, Vitor aos 13 min e Hyuri aos 34 min do segundo tempo

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vítor (Danilo Pires, aos 30 do 2º), Neris, Danny Morais e Roberto; Jadson, Arthur (Marion, aos 23 do 2º), João Paulo e Léo Moura; Keno e Grafite (Mazinho, aos 42 do 2º).
Técnico: Adriano Teixeira.

ATLÉTICO-MG: Giovanni, Marcos Rocha (Alex Silva, aos 16 do 2º), Edcarlos, Jesiel e Leonan; Rafael Carioca, Lucas Cândido (Thalis, aos 29 do 2º), Carlos Eduardo (Hyuri, aos 21 do 2º) e Cazares; Clayton e Fred.
Técnico: Marcelo Oliveira.

Quer receber notícias do Atlético-MG de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos