Moisés fez vínculo de risco antes de ser estrela. Agora pode ser valorizado

Danilo Lavieri e José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Robson Ventura/Folhapress

    Moisés encarou a desconfiança nos primeiros meses e, agora, deve ser recompensado

    Moisés encarou a desconfiança nos primeiros meses e, agora, deve ser recompensado

Antes de figurar como candidato a craque do Campeonato Brasileiro, Moisés encontrou uma realidade diferente ao desembarcar como reforço do Palmeiras. Diante da desconfiança pelas questões físicas, essencialmente em virtude de uma lesão no joelho detectada assim que chegou à Academia de Futebol, o meio-campista assinou um contrato baseado em metas.

A princípio, Moisés apenas reforçaria o vasto elenco palmeirense. Tanto que qualquer valorização salarial e renovação são atribuídas às metas alcançadas, como números de jogos, participações em gols e etc.

O sucesso inesperado faz jogador e clube pensarem em uma renovação antecipada. Por contrato, isso aconteceria em dezembro de 2017. Caso o jogador cumprisse as metas estipuladas, ele teria automaticamente garantido um aumento de salário para 2018 e 2019. 

Como foi muito bem, com chances até de ser eleito o melhor jogador do Campeonato, o estafe do atleta e a diretoria do Palmeiras já sabem que precisarão antecipar as conversas por um aumento salarial. A diretoria também sabe da chance de propostas que podem balançar o jogador.

Com o título encaminhado, não só essa, mas todas as outras conversas sobre renovação com o elenco poderão ser aceleradas. 

Lesão de xodó da torcida ajudou

A desconfiança em relação às condições físicas de Moisés cresceu ainda mais no Campeonato Paulista. O jogador operou o pé direito e recebeu a previsão inicial de quatro meses longe dos gramados; o meio-campista, no entanto, surpreendeu médicos e comissão técnica ao retornar em pouco mais de 60 dias.

Imediatamente após a nova lesão, o nome do Moisés despertou desconfiança de torcedores, ainda mais pelo outro jogador da posição viver grande fase no início do ano, o volante Gabriel, que chegou a ter tratamento de xodó da torcida.

Mesmo diante da recuperação mais rápida do que o esperado, o jogador ainda precisaria provar no gramado as reais condições de ajudar o clube, em virtude das exibições convincentes de Gabriel no Campeonato Paulista.

Gabriel se lesionou, e Moisés rapidamente aproveitou a oportunidade a partir do mês de maio. O desempenho, desde o início do Campeonato Brasileiro, cresceu gradativamente e superou a expectativa de quem o trouxe no início do ano para apenas 'compor o elenco'.

Figurado como destaque do campeonato, o camisa 28 ainda segue sob máxima de 'se provar'. Os pinos inseridos na cirurgia do início da temporada incomodam, e o destaque do meio-campo palmeirense no Brasileirão tem atuado com fortes dores no local nas últimas semanas.

Em setembro, durante entrevista ao UOL Esporte, o jogador manifestou o desejo de passar por uma reavaliação médica durante o período das férias. O jogador não descarta passar por um novo procedimento cirúrgico para retirar os pinos antes da próxima temporada.

A decisão agora se torna mais fácil. A regularidade no Campeonato Brasileiro tornou Moisés um atleta inquestionável dentro do elenco do Palmeiras; a apenas um ponto do título, o qual poderá ser conquistado no próximo domingo, contra a Chapecoense, o meio-campista derrubou a descrença para se valorizar em campo e no bolso.

Quer receber notícias do Palmeiras de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos