Alex lembra Fernandão e quer Inter 'dando algo mais' por fuga da Série B

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeremias Wernek/UOL

    Alex lembra palavras de Fernandão para motivar o Inter em reta final do Brasileiro

    Alex lembra palavras de Fernandão para motivar o Inter em reta final do Brasileiro

Na véspera do jogo que pode decretar o rebaixamento do Inter, o principal expoente dos tempos de glória no elenco atual foi quem conversou com a imprensa. Alex se manifestou após o treinamento fechado e lembrou o ídolo Fernandão para ter esperança. 

"Temos que lembrar o que o Fernandão nos disse antes do jogo do Mundial. Você vai lá e dar o seu máximo, e quando chegar ao seu máximo, ainda dê algo a mais. É assim que temos que jogar. Se você não tiver esta superação na sua vida, não terá como atingir grandes objetivos", disse o armador. 
 
Nas palavras de Alex estiveram presentes os sentimentos de reconhecimento da temporada ruim do time, do agradecimento ao apoio do torcedor, e ainda a certeza de que todos estão com objetivos idênticos. 
 
"Para eu falar que acredito, obviamente temos diferenças no grupo entre seres humanos, um precisa de um apoio maior, tem gente que transparece menos fortalecido mas na verdade está bem, mas se eu falo é porque conversamos e temos muita cosia dentro de nós. Temos é que tirar isso como equipe. Todos os técnicos que aqui estiveram tentaram tirar o melhor de nós, deu certo por um tempo, depois não. O Seijas falou que temos que cair de pé. E tomara que não tenhamos que cair. Mas a verdade é que temos que dar o melhor para ultrapassar o adversário e fazer, talvez, algo que nunca fizemos nessa temporada", explicou o meia. 
 
O Internacional treinou com portas fechadas na manhã deste sábado. O time pode ter a entrada de Ariel diante do Cruzeiro. Vitinho e Rodrigo Dourado, que eram dúvida, trabalharam normalmente. 
 
"Se formos ver, tivemos vários times escalados, todos os jogadores jogaram, momentos melhores, momentos ruins. Todo mundo sente a tensão, a atmosfera que vivemos. Ninguém quer isso para o clube. Nosso ambiente familiar, ninguém quer. A história é de 107 anos de glória, o maior vencedor do século 21 desde que se remodelou. Um Beira-Rio sendo um gigante conhecido no mundo todo. A única manteira que se tem no futebol é encarar isso. Todos já tivemos momentos ruins. E diminuir a tensão depende de um grande jogo nosso", finalizou. 
 
Inter e Cruzeiro jogam no domingo às 17h (horário de Brasília), no Beira-Rio. Para não ser rebaixado, o Colorado precisa vencer. Se não conquistar a vitória dependerá do resultado do Vitória diante do Coritiba para seguir vivo. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos