Confusão e bombas esquentam clima nos arredores de estádio do Palmeiras

José Edgar de Matos e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

Enquanto o Palmeiras enfrentava a Chapecoense no Allianz Parque, na briga para consolidar o título brasileiro de 2016, as ruas nos arredores do estádio passaram por momentos de apreensão. Logo no começo do jogo, os ânimos esquentaram entre torcedores do time e policiais.

Depois de um princípio de tumulto, o barulho de algumas bombas foi ouvido do lado de fora. Torcedores deixaram o local correndo, muitos com as mãos no rosto, em razão do lançamento de gás de pimenta por parte das forças se segurança.

Testemunhas relataram que bombas foram disparadas mesmo dentro de bares da região. A Polícia Militar fechou o acesso às ruas Diana e Caraíbas. Segundo torcedores ouvidos pela reportagem, a PM agiu de maneira desproporcional, quando palmeirenses sem ingresso apenas comemoravam do lado de fora do estádio.

Depois da confusão, nenhum caso grave de ferimento foi registrado no ambulatório do estádio, apenas casos de ansiedade, escoriações leves e problemas respiratórios de menor relevância. 

A reportagem tentou chegar ao local da confusão, mas foi impedida por seguranças da WTorre e pela Polícia Militar, que alegaram que a área estava provisoriamente interditada.

Quer receber notícias do Palmeiras de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos