Cuca 'botou a faixa' em 92 e pode concluir promessa 24 anos depois

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Friedemann Vogel/Getty Images

    Cuca 'antecipou' um título que não veio há 24 anos; agora, o final pode ser outro

    Cuca 'antecipou' um título que não veio há 24 anos; agora, o final pode ser outro

O palmeirense acima dos 30 anos de idade não se surpreendeu com a relação próxima entre o Palmeiras e Cuca. Ainda quando jogador do clube de Palestra Itália, em 1992, o atual treinador fez uma promessa ao torcedor. No entanto, a 'profecia' da década retrasada pode ser consumada neste domingo, a partir das 17h (de Brasília), diante da Chapecoense, no Allianz Parque.

A um ponto de se sagrar campeão brasileiro pelo Palmeiras, Cuca ostentava a faixa de campeão há 24 anos. Depois de anotar um gol contra o Ituano, pelo Campeonato Paulista, o então meio-campista 'antecipou' um título que não viria.

Cuca parou em frente à ferradura antigo Palestra Itália – atual setor Gol Norte do Allianz Parque - e fez o gestual de como quem estivesse colocando uma faixa de campeão.

A atitude servia como um alento para o clube em uma seca desde 1976. Entretanto, o Palmeiras acabou como vice-campeão do Paulista de 1992, atrás do rival São Paulo de Telê Santana.

A faixa de campeão ficou para o ano seguinte, com a geração marcante da Era Parmalat e sem Cuca no elenco que se tornaria histórico.

Vinte e quatro anos depois, o agora treinador do Palmeiras se encontra próximo de, enfim, concluir a promessa de 1992. Basta um empate no duelo diante dos catarinenses, no duelo válido pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, para o clube alviverde quebrar um jejum de 22 anos sem títulos da Série A.

O Palmeiras lidera a competição com 74 pontos conquistados em 36 partidas. Este número é capaz de dar o título a Cuca mesmo em caso de derrota. Principal perseguidor no Brasileiro, o vice-líder Santos precisa vencer o Flamengo, fora de casa, para manter as chances de conquista.

Cuca deve sofrer com um desfalque importante. O zagueiro colombiano Yerry Mina, com uma contratura muscular, provavelmente assistirá ao duelo dos camarotes.

O treinador tem a chance de definitivamente se tornar alguém importante na história mais do que centenária do Palmeiras. A concretização do primeiro título Brasileiro desde 1994 consagrará Cuca e um grupo planejado para alcançar o topo. A faixa, enfim, pode ser vestida pelo agora treinador, 24 anos depois.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS x CHAPECOENSE

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 27 de novembro de 2016 (domingo)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Alexandre Pruinelli Kleiniche (ambos do RS)

PALMEIRAS: Jailson; Jean, Edu Dracena (Yerry Mina), Vitor Hugo e Zé Roberto; Tchê Tchê e Moisés; Erik (Róger Guedes), Cleiton Xavier (Thiago Santos) e Dudu; Gabriel Jesus.
Técnico: Cuca.

CHAPECOENSE: Danilo; Matheus Caramelo, Rafael Lima, Neto e Dener; Josimar, Matheus Biteco, Cleber Santana e Ananias; Thiaguinho e Kempes.
Técnico: Caio Jr.

Quer receber notícias do Palmeiras de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos