Expulso contra o Inter, Mano pede desculpas ao árbitro por reclamação

Do UOL, em Belo Horizonte

Mano Menezes foi expulso durante o revés para o Internacional, no estádio Beira-Rio, na tarde deste domingo (27), pela 37ª rodada do Brasileirão, por reclamar com a arbitragem de um pênalti (inexistente) em que Alex teria utilizado a mão (a bola acertou o rosto do meia-atacante). Ao término do confronto, o técnico pediu desculpas ao árbitro Marcelo Aparecido de Souza (SP).

Questionado sobre o lance em sua entrevista coletiva, o comandante do Cruzeiro explicou o motivo da reclamação e pediu perdão depois de rever o lance na televisão:

"A reclamação foi veemente porque nós tínhamos certeza que era pênalti. Mas nos enganamos. Como procuro ser justo e correto com todo mundo, quero pedir desculpas ao Marcelo. Ele fez uma arbitragem da qual nós não temos nada para reclamar", afirmou.

"Só pensamos naquele momento que teria um lance, mas olhei pela televisão e vi que não foi pênalti. E a minha expulsão foi justa, pois reclamei com a veemência que naquele momento do jogo não poderia ser permitido", acrescentou.

O gaúcho foi expulso em outras oportunidades na principal competição nacional. O substituto do técnico, portanto, já é conhecido. O auxiliar Sidnei Lobo ficará a beira do gramado na partida contra o Corinthians, em 4 de dezembro, às 17h (de Brasília).

Súmula

O árbitro Marcelo Aparecido de Souza relatou na súmula o ocorrido, dizendo que "expulsou o treinador da equipe do cruzeiro ec do banco de reservas por reclamar excessivamente e acintosamente gesticular pedindo a marcação de pênalti para sua equipe, inclusive batendo em seu próprio rosto dizendo as seguintes palavras: 'tem que ter vergonha na cara, tem que ter coragem!'"

Quer receber notícias do Cruzeiro de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos