Xeque-mate? Fluminense vê contratos longos fora dos planos

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.

    O zagueiro Gum durante treino físico no Fluminense

    O zagueiro Gum durante treino físico no Fluminense

O Fluminense promete uma verdadeira reformulação no futebol. Para isso terá sair de uma complicada situação. Isso porque vários dos atletas que não estão nos planos têm contrato longo com o clube. O Tricolor tentará negociações com a maioria desses atletas para abrir espaço para novas contratações. Isso não quer dizer que todos eles deixarão o clube. Tudp dependerá das conversas com outros clubes.

Veja a situação de jogadores fora dos planos:

MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC
Gum

Com contrato até o fim de 2018, o zagueiro não está nos planos do Fluminense para a próxima temporada. Vale lembrar, porém, que o jogador este na mesma situação no fim de 2015 e mesmo assim seguiu nas Laranjeiras. Isso porque ele tem contrato longo e um salário que dificilmente receberá em outro clube. O Santos tem interesse no jogador, mas não pagará o vencimento do atleta. O Tricolor pagará para ele jogar em outro clube ou terá que engolir seco mais uma temporada?

MÁRCIO MERCANTE/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO
Giovanni

O lateral esquerdo chegou ao Fluminense em 2015, mas jamais conseguiu mostrar serviço. Assim como Gum tem contrato até o fim de 2018. Fora dos planos, o Tricolor tentará emprestar o jogador para diminuir os custos. Mais um que dificilmente deixará as Laranjeiras sem que o Flu tenha que pagar parte do salário.

Nelson Perez/Fluminense FC
Wellington Silva

O lateral direito foi um dos jogadores mais perseguidos pela torcida nesta reta final de Campeonato Brasileiro apesar dos bons números na competição – é um dos que mais desarmou. Com contrato até 2018, o Fluminense está aberto para negociações. Se não houver interessados, ele seguirá no clube em 2017.

NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.
Pierre

Vive a mesma situação de Wellington Silva. Apesar da resistência de parte da torcida, volante tem contrato com o Fluminense e seguirá no clube se nenhum interessado aparecer. Tem contrato até o fim do próximo ano.

Divulgação/Fluminense
Dudu

Apoiador é bastante jovem e tem contrato com o Fluminense até 2019. Terá poucas oportunidades em 2017 muito provavelmente e o clube vê com bons olhos um empréstimo. Poderia voltar mais para frente com mais experiência.

Divulgação/Chapecoense
Maranhão

O atacante não é tão jovem como Dudu, mas o empréstimo é o que o Fluminense deseja. O atacante se destacou na Chapecoense, mas não correspondeu no Tricolor. A nova gestão acredita que um novo clube pode fazer bem ao jogador.

NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.
Danilinho

Com contrato até julho do ano que vem, o Fluminense não criaria caso para negociar o atleta. Caso não haja interessados, ele ganharia nova chance e seria testado no Carioca e Primeira Liga.

NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C
Osvaldo

É o jogador que vai liderar a barca. É o único caso em que ambos concordam com a saída. O Fluminense não manterá o atleta, que já pediu para respirar novos ares há algumas semanas. Ele tem contrato até o fim de 2017, mas o não aproveitamento é dado como certo.

MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC.
Henrique Dourado

É um dos casos mais difíceis de ser resolvido, já que ele significa um alto investimento por parte do Fluminense. O atacante custou cerca de R$ 5 milhões (50% dos direitos econômicos) aos cofres do clube e tem salário alto. Não correspondeu e perdeu espaço. O Tricolor está pessimista com a possibilidade de negociar o atleta e sabe que provavelmente terá que contar com ele em 2017.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos