Vice do Inter cita 'tragédia particular' e depois pede desculpas

Do UOL, em Porto Alegre

O adiamento da última rodada do Campeonato Brasileiro impactou na luta do Internacional contra o rebaixamento. Precisando vencer o Fluminense e torcer por tropeço de Vitória ou Sport, o clube gaúcho viu prejuízo na decisão de jogar somente em 11 de dezembro. Segundo o vice de futebol Fernando Carvalho, o remarcação cria embaraços. Horas depois, o próprio dirigente pediu desculpas pela declaração.

"Além da consternação geral, temos a nossa tragédia particular que é fugir do rebaixamento. Estamos nos agarrando nas folhas da última árvore. Esse adiamento de rodadas certamente vai ser prejudicial. Nem estou falando nisso, a consternação é geral e a solidariedade é unanime. Mas esse adiamento certamente vai trazer embaraços que lá adiante vamos ter que comentar", disse Fernando Carvalho à TV Pampa.
 
Dono de 42 pontos, ocupando o 17º lugar na tabela de classificação, o Internacional visitará o Fluminense na 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Vitória recebe o Palmeiras e o Sport encara o Figueirense, em Recife.
 
Originalmente, a última rodada do Brasileirão de 2016 estava marcada para o próximo domingo (4), com todas às partidas às 17h (Brasília). A CBF, logo após a confirmação da tragédia com o voo da Chapecoense, decretou luto oficial no futebol brasileiro por sete dias.
 
Além da 38ª rodada do Campeonato Brasileiro, a final da Copa do Brasil foi remarcada. Grêmio e Atlético-MG deveriam se enfrentar em Porto Alegre, nesta quarta-feira. Mas o segundo jogo da decisão acontecerá em 7 de dezembro, no estádio do clube gaúcho.
 
Após a repercussão nas redes sociais, Fernando Carvalho pediu desculpas e admitiu o erro ao usar a expressão tragédia e insinuar comparação entre a queda do avião da Chapecoense e a posição na tabela do Internacional.
 
"Realmente não tem comparação uma coisa com a outra. Mas eu estava atônito com o acidente e usei a palavra errada. Usei a palavra de maneira equivocada. Fui infeliz na declaração e peço desculpas. É horrível a situação do Inter, mas não tem nada a ver uma coisa com a outra", disse à Rádio Guaíba.
 
Pouco depois, o site do Inter publicou uma nota oficial onde o dirigente pede desculpas pelas declarações.
 
Confira a nota oficial

"Venho por meio desta pedir desculpas pelas palavras equivocadas utilizadas na entrevista concedida ontem às emissoras Pampa, Record e SBT.

Em nenhum momento foi minha intenção comparar a tragédia arrasadora que aconteceu com a Chapecoense, instituição pela qual tenho imensa estima, com a situação do Internacional do Campeonato Brasileiro. Certamente foi infelicidade minha a escolha da palavra tragédia, nesse momento, ao me referir ao nosso caso.

Nada se compara com a fatalidade que vitimou nossos colegas desportistas e nos feriu a todos. Reitero desejo de força às famílias e amigos das vítimas e a toda comunidade de Chapecó.

Fernando Carvalho"

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos