América-MG anuncia que não jogará contra o Santos, mas depois recua

Enrico Bruno, Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • FERNANDO MICHEL/ESTADÃO CONTEÚDO

    América-MG não quer enfrentar o Santos pela última rodada do Campeonato Brasileiro

    América-MG não quer enfrentar o Santos pela última rodada do Campeonato Brasileiro

Já rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro, o América-MG apenas cumpre tabela na última rodada. A equipe mineira tem de enfrentar o Santos, que ainda disputa o vice-campeonato nacional com o Flamengo. No entanto, a delegação do América não deve nem viajar para o jogo na Vila Belmiro. Foi o que informou um dos presidentes do clube, Alencar da Silveira Júnior.

Pelo Twitter, o dirigente revelou que não existe clima para a realização da última rodada do Brasileirão. O mandatário informou ainda que todos os jogadores vão ser liberados para as férias já neste final de semana.

Entre os jogadores falecidos no acidente, o atacante Kempes defendeu o América-MG na Série A de 2011. A decisão do América pode trazer graves consequências para a sequência da competição. Caso realmente não enfrente o Santos, o clube mineiro vai abrir possibilidade para que alguma equipe procure a justiça para questionar o resultado final da competição.

Nesta quinta-feira, quem também informou que não vai entrar em campo na última rodada é o Atlético-MG, já que o adversário seria a Chapecoense.

Presidente do América-MG muda o discurso

Menos de uma hora após colocar no Twitter que não jogaria e liberaria os jogadores para as férias, o presidente do América-MG, Alencar da Silveira Júnior, mudou o discurso. Em entrevista ao Canal Fox Sports o dirigente não descartou a possibilidade de jogar contra o Santos.

"O América, nas próximas 72 horas, vai se posicionar depois de uma reunião com o conselho administrativo", que usou a falta de clima para realização de partidas de futebol e também a mudança de data. Com a última rodada alterada do dia 4 para o dia 11 de dezembro, o América perde alguns jogadores.

"Vamos analisar caso a caso. Alguns jogadores ficam sem contrato e outros já tinham compromissos agendados", justificou o dirigente, que cogita até chamar jogadores dispensados para poder formar um time para enfrentar o Santos.

"Vamos fazer o possível. Até contar com a boa vontade daqueles jogadores que já foram dispensados e já não estão aqui mais", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos