Contrato com a Globo prevê multa milionária a clubes por W.O.

José Edgar de Matos e Pedro Ivo Almeida*

Do UOL, em São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ)

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Atlético-MG e Chapecoense devem contar como uma 'exceção' à multa da TV Globo

    Atlético-MG e Chapecoense devem contar como uma 'exceção' à multa da TV Globo

Para desistir de uma partida no Campeonato Brasileiro, os clubes estão sujeitos ao julgamento da Confederação Brasileira de Futebol e da TV Globo. Os contratos de transmissão firmados pela emissora carioca possuem multas para casos de W.O., conforme apuração do UOL Esporte. Pode pesar no bolso, portanto, a decisão de alguns clubes de desistir da última rodada.

Os acordos firmados entre clubes e o conglomerado de mídia do Rio de Janeiro possuem multas para casos de W.O. O valor do castigo varia de R$ 1 a 7 milhões, de acordo com o tamanho do contrato das instituições – quem recebe mais, portanto, paga mais.

O tema W.O. retornou à tona durante a tarde da última quinta-feira, quando o Atlético-MG negou-se a viajar à Chapecó para enfrentar a ainda em luto Chapecoense, no próximo dia 11.

A desistência atleticana conta com o apoio do clube catarinense e da TV Globo, que trata este caso como uma exceção; a emissora também considera não haver clima para a realização do jogo no próximo dia 11.

Em nota enviada à reportagem do UOL Esporte, a emissora carioca evita se antecipar de qualquer decisão, como a revogar a multa para Atlético-MG e Chapecoense, em caso de desistência da partida.

Entretanto, a consternação pela morte de 71 pessoas no acidente com a delegação da Chapecoense obriga o grupo midiático a tratar este caso de maneira diferenciada.

"Estamos diante de um quadro absolutamente atípico, traumático, tanto para o mundo do futebol como para a imprensa esportiva. Não nos cabe, neste momento difícil, em que muitas decisões ainda estão sendo tomadas, especular ainda mais sobre este cenário", posiciona-se, em nota, a TV Globo.

"O momento é o de aguardar pela conclusão de clubes e CBF e o de zelar pelo melhor do futebol, pelo melhor para os atletas e para o público", completa o comunicado enviado.

A exceção analisada para Atlético-MG e Chapecoense não cabe a Internacional, América-MG e Figueirense, equipes que demonstraram o interesse de não atuar na última rodada marcada para o dia 11. Desta forma, a alta multa do contrato de TV surge como um empecilho para qualquer desistência de uma equipe.

*Colaborou Eduardo Ohata

Quer receber notícias do Brasileiro de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos