Sem jogo há 11 dias, Corinthians sente cansaço e conversa por melhor ataque

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Camacho (à esquerda) reconheceu cansaço do elenco corintiano

    Camacho (à esquerda) reconheceu cansaço do elenco corintiano

Uma longa conversa antes do treinamento foi novamente realizada por Oswaldo de Oliveira nesta quarta-feira. A exemplo do que havia feito na terça, o treinador chamou titulares e reservas para um papo de correções, sobretudo no que diz respeito ao ataque. A ideia é que o período dos titulares no campo seja mais curto, até porque pela manhã a temperatura foi de aproximadamente 32º C. 

Na avaliação do volante Camacho, o desgaste do grupo explica os treinamentos mais curtos. O último jogo do Corinthians foi no dia 26 de novembro, mas isso não impede que o cansaço tire os jogadores de ação. Vílson, por exemplo, perdeu o treino de terça. 

"É final de temporada, então não dá para puxar tanto no treinamento. A conversa é importante para isso, principalmente para melhorar nosso ataque. Defensivamente fomos bem nos últimos jogos, agora tentamos acertar na frente", comentou Camacho. 

Nas últimas cinco partidas, o Corinthians conseguiu apenas três gols. A média ofensiva baixa é um fator a se pensar para quem não tem outra escolha a não ser ganhar em visita ao Cruzeiro, no domingo. 

"Esses 10 dias que tivemos de treinamento é para acertar isso, até porque o único resultado que nos interessa é a vitória. Que os outros resultados sejam importantes para nos ajudar também", disse Camacho, com destaque à combinação com Cristian e Rodriguinho no meio-campo. 

"Isso funcionou bem pelo último jogo, defensivamente a gente não teve perigo. O Cristian vem crescendo de rendimento, os treinos são importantes para entrosar cada vez mais", acrescentou. 

Para classificar à Libertadores, além da vitória, o Corinthians precisa de um tropeço do Botafogo (contra o Grêmio, em Porto Alegre) ou do Atlético-PR (contra o Flamengo, em Curitiba). "Depender de outros jogos é complicado. Pelos treinos e conversas que fizemos, estamos confiantes na gente. Pelos treinos estamos bem, então vamos conseguir a vitória. Nossa conversa é fazer o nosso bem feito e esperar que no fim do jogo dê tudo certo", disse Camacho. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos