STJD decide arquivar denúncia do Inter no 'caso Victor Ramos'

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • AFP PHOTO / Heuler Andrey

A Procuradoria do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) decidiu não acolher o pedido do Internacional e arquivou o processo contra o Vitória, por causa de suposta irregularidade na transferência e inscrição do zagueiro Victor Ramos. A medida foi informada nesta quinta-feira (8) ao clube gaúcho, que apresentou petição na semana passada e pedia que o time baiano fosse punido com perda de pontos no Campeonato Brasileiro.

Em contato com o UOL Esporte, o vice-presidente do Vitória, Manoel Matos, afirmou já ter conhecimento do arquivamento e disse esperar dignidade do Internacional. "Vamos aguardar se o Internacional ainda insistirá buscando mais recursos. Espero que tenham a dignidade de deixar a competição terminar de forma digna".

Questionado sobre o caso, o Internacional afirmou que se manifestará apenas na sexta-feira (9), por meio de nota oficial.

Na quarta-feira, Vitória e departamento de registros da CBF atenderam pedido da Procuradoria do tribunal e enviaram documentos da transferência de Victor Ramos. O zagueiro está emprestado pelo Monterrey-MEX desde fevereiro.

Uma semana atrás, o Internacional entregou documentos alegando má-fé do Vitória, afronta à Fifa e erro crasso da CBF no processo de transferência e inscrição de Victor Ramos. Na peça, o clube gaúcho ainda informou que havia um procedimento em andamento na entidade máxima do futebol para apurar detalhes do caso.

O Vitória apresentou e-mail recebido da Fifa, onde afirma que a investigação do caso foi encerrada e a condição de Victor Ramos é considerada regular. Antes, o clube baiano definiu como "desespero" do Internacional a demanda na justiça desportiva. Mas mesmo assim, a equipe de Salvador contratou Marcos Motta, advogado esportivo que representa Neymar, para atuar em sua defesa.

Após a notificação ao Vitória e departamento de registros da CBF, o Inter anexou outra prova ao seu pedido. Cópias de e-mails de Reynaldo Buzzoni, diretor da CBF, e Edson Vilas Boas, dirigente do clube baiano.

Os e-mails mostram Buzzoni esmiuçando os trâmites necessários ao Vitória para registrar o jogador, emprestado pelo Monterrey-MEX e que em 2015 esteve no Palmeiras. Depois da conversa preliminar, o representante da CBF aconselha o clube baiano a pedir ajuda à Fifa.

"Esse caso vai ser em validação de exceção e vai demorar a ser aprovado, mas no final será aprovado", escreveu Buzzoni na nota.

*Colaborou Marcello de Vico

Quer receber notícias do Inter de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos