Lisca fala em tom de despedida do Inter: "Preciso dar uma parada"

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Internacional

    Treinador foi contratado para comandar o time nas últimas três partidas do ano

    Treinador foi contratado para comandar o time nas últimas três partidas do ano

A temporada ainda tem dois dias, mas Lisca já se despediu. Nesta sexta-feira (9), o treinador citou repetidamente que não ficará no Internacional em 2017 e revelou ter fechado o último treinamento no estádio Beira-Rio no ano justamente para confraternizar com jogadores e funcionários às vésperas da última rodada do Brasileirão e sua saída do clube.

"Hoje eu soltei eles, não dei treinamento nenhum. Era meu último treino no Beira-Rio, agradeci jogadores e funcionários. Foi mais para momento nosso. Hoje eu não fiz nada. Trabalhei forte na semana, mas a ideia é ter recuperação na sexta e sábado. Foi quase uma despedida minha, mas com carinho e afeto. Até para poder abraçar, conversar, os jogadores", revelou Lisca, em entrevista coletiva.

O Inter embarca para o Rio de Janeiro à tarde e ainda treinará no sábado pela manhã. No domingo, o time enfrenta o Fluminense às 17h (Brasília). E além da vitória fora de casa, precisa torcer contra Vitória e Sport, que enfrentam Palmeiras e Figueirense, respectivamente.

"Sinceramente, se o Inter sair aí que eu vejo que não vou permanecer. Por experiência própria, por experiência própria. Tem eleição sábado e não quero me meter. Já estou com a cabeça voltada ao meu descanso, férias. Preciso dar uma parada, reciclada. Foi um ano puxado, mas acho que vou terminar legal. Vamos dar uma parada e depois a gente volta", respondeu o treinador quando indagado se não havia chance alguma de seguir.

No começo da semana, o candidato à presidência Pedro Affatato chegou a afirmar que tinha interesse na permanência de Lisca para o próximo ano. O favorito na eleição, Marcelo Medeiros, deve anunciar o treinador do clube para 2017 já no começo da semana.

"Não conversei com ninguém, não estou preocupado com isso. Na segunda-feira provavelmente o Inter terá um novo treinador", afirmou Lisca.

Luiz Carlos de Lorenzi foi contratado após a demissão de Celso Roth e com a missão de comandar o Internacional contra Corinthians, Cruzeiro e Fluminense. Em caso de fuga do rebaixamento, ele poderá receber até R$ 1 milhão como premiação pelo objetivo alcançado. Antes dele, o Colorado foi treinado por Argel Fucks, Paulo Roberto Falcão e Celso Roth neste ano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos