Oswaldo diz que seu trabalho ainda não pode ser avaliado e pede reforços

Do UOL, em São Paulo

O técnico Oswaldo de Oliveira disse que não é possível avaliar seu trabalho de pouco menos de dois meses à frente do Corinthians. Após a derrota por 3 a 2 para o Cruzeiro, que deixou o time paulista fora da Libertadores de 2017, o treinador afirmou que chegou em meio a uma reestruturação da equipe e não conseguiu uma sequência.

"Não dá para avaliar, porque eu entrei dando uma continuidade para reestruturar e dar continuidade ao trabalho. Não tem avaliação, vou repetir pela milésima vez, se você não tem início, meio e fim. O percurso foi interrompido com muitas mudanças que castigaram a equipe", disse Oswaldo em coletiva.

De acordo com a diretoria e o próprio treinador, Oswaldo seguirá no comando do Corinthians na próxima temporada. E ele já faz o planejamento pedindo reforços em posições carentes do elenco.

"Temos jogadores de valor. Mas, em posições pontuais, precisamos de contratações, revigorar a equipe com experiência e qualidade em alguns pontos. Isso tem que ser feito para a equipe render no futuro como rendeu em algumas partidas neste ano", afirmou.

O técnico também refutou que a equipe tenha tido exibições piores justamente quando houve mais tempo disponível para treinar durante a semana. Segundo ele, outros fatores, como a pressão e a inexperiência, pesaram mais para o time ter jogado mal contra o Cruzeiro.

"Isso não tem relação com o resultado do jogo. Tem mais relação com o estado de espírito e tudo que aconteceu com a equipe neste ano. Um ou mais dias de treinamento, entre tudo o que aconteceu, não faria diferença. É só você perceber que hoje só tínhamos o Cristian com mais de 30 anos em campo. Ano passado, tinha mais de sete, muitos deles jogando. Em 2012, quando foi campeão do mundo, a proporção era a mesma. Por estar se reestruturando, em uma fase de transição, a equipe não conseguiu ter performance em sequência. Contra o Inter e o Atlético-PR, eu achei que jogou bem. Hoje, infelizmente, não", concluiu.

Oswaldo assumiu o Corinthians em 14 de outubro, após a demissão de Cristóvão Borges, e comandou a equipe em nove partidas. Com ele, foram duas vitórias, quatro empates e três derrotas.

Quer receber notícias do Corinthians de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos