Quebrar jejum de 6 meses e secar muito. A vida do Inter na última rodada

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Internacional

    Para ficar na Série A, o Inter de Valdívia (f) precisa ganhar e secar rivais

    Para ficar na Série A, o Inter de Valdívia (f) precisa ganhar e secar rivais

Não vai ser fácil escapar da segunda divisão. Mas o Inter está tentando. Neste domingo (11), o Colorado precisa quebrar um jejum de seis meses fora de casa e ainda torcer muito para não cair pela primeira vez em sua história. O adversário será o Fluminense, no Rio de Janeiro, a partir das 17h (horário de Brasília). 

A última vez que o Internacional venceu fora de casa foi em 29 de maio, diante do Santos. O técnico ainda era Argel Fucks. Depois dele passaram pelo comando do time Paulo Roberto Falcão, Celso Roth e agora Lisca. 
 
"É melhor ficar em casa, chorando, né? Não é meu perfil, vamos a luta. Estamos a quase seis meses sem vencer fora, mas vamos tentar. Isso é uma motivação a mais. Trabalhei assim com os jogadores e tenho certeza que vamos ter uma boa atuação. Com dignidade", disse o técnico Lisca. 
 
E será necessário fazer o que não faz há mais de seis meses para evitar a primeira queda de divisão de sua história. O Inter não tem tarefa fácil para permanecer na elite. Não basta vencer o Fluminense, ainda precisa contar com derrota ou empate do Sport diante do Figueirense, ou quem sabe derrota do Vitória para o Palmeiras, e neste caso ainda seria necessário tirar uma diferença de cinco gols de saldo. 
 
Secar é ordem no time vermelho. E ao mesmo tempo, o clube ainda nutre a esperança de tirar pontos do rubro-negro baiano no STJD. No começo da semana, entrará com recurso alegando a inscrição irregular do zagueiro Victor Ramos. Independente de conseguir ou não evitar o rebaixamento, a ideia é seguir com o processo no Tribunal. 
 
A delegação foi para o Rio de Janeiro na sexta-feira, treinou fechado no sábado e terá algumas novidades. Eduardo Sasha, Geferson e Arthur sequer foram relacionados. O trio foi usado regularmente na temporada, mas por opção do comando está afastado do último compromisso. 
 
Uma tarde que tende a ser tensa se avizinha. "O Inter já passou por situações bem difíceis. Naquele ano contra o Paysandu, se não me engano, o Inter precisava de resultados. O Inter nunca caiu, mas não vejo assim. O Vitória também está assim. Eu sei da força de Vitória e Sport. Eles jogam em casa, são favoritos. Não temos como intervir nos dois jogos, vamos torcer. Mas não adianta focar nessas situações e deixar de fazer a nossa parte. O mote é: não tem como interferir na Ilha, no Barradão. Então vamos nos concentrar na nossa partida, fazendo o nosso papel. E aí, depois, não depende da gente", acrescentou o treinador. 
 
FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE X INTERNACIONAL
Data e hora: 11/12/2016 (Domingo), às 17h (Brasília)
Local: estádio Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ)
Transmissão na TV: Globo, PPV e Sportv
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Auxiliares: Kleber Lúcio Gil e Carlos Berckembrock (ambos de SC)
INTERNACIONAL: Danilo; William, Paulão, Ernando e Alex; Rodrigo Dourado, Anselmo, Gustavo Ferrareis (Vitinho), Anderson e Valdívia; Nico Lopez.
Técnico: Lisca
FLUMINENSE: Júlio César; Wellington Silva, Nogueira, Henrique e Willian Matheus; Edson, Douglas e Gustavo Scarpa; Wellington, Richarlison e Henrique Dourado.   
Técnico: Marcão
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos