Sport bate Figueirense, se mantém na elite e ainda vai à Sul-Americana

Do UOL, em São Paulo

O Sport entrou em campo contra o já rebaixado Figueirense precisando da vitória para seguir na Série A em 2017. E o time pernambucano cumpriu a sua missão sem tomar sustos. Venceu por 2 a 0 e de quebra ainda conseguiu uma vaga improvável na edição do próximo ano da Copa Sul-Americana. Os autores do gols do triunfo foram o atacante Rogério e o meia Diego Souza.

O triunfo levou o Sport aos 47 pontos e à 14ª colocação do Brasileiro, a última da zona de classificação ao torneio continental. O time foi beneficiado ainda pelas derrotas do Vitória para o Palmeiras e do Coritiba para a Ponte Preta.

Diego Souza ainda se igualou a Fred e William Pottker como artilheiro do campeonato.

Com a permanência na Série A, o Sport terá a sua maior sequência na elite nacional em muito tempo. A última vez que passou mais de quatro anos seguidos disputando o Brasileirão foi entre 1991 e 2001.

A participação na Copa Sul-Americana do ano que vem será a quinta consecutiva do Sport.

Ataque contra defesa

Precisando da vitória para não depender de nenhum outro resultado, o Sport tomou a iniciativa desde o apito inicial e praticamente não deixou o Figueirense passar do meio de campo. Durante a maior parte do primeiro tempo, o time catarinense estava com todos os jogadores atrás da linha bola. Não à toa, não deu nem sequer um chutezinho em direção ao gol de Magrão. Os 81% de posse de bola da equipe nordestina refletem bem o que foram os 45 minutos iniciais.

Pressão sim, mas pontaria falha

O domínio territorial do Sport, a diferença absurda da posse de bola pouco significaram diante da má pontaria de seus jogadores. O time conseguiu finalizar nove vezes ao longo da primeira etapa, mas só dois exigiram algum trabalho do goleiro Junior Oliveira.

A chance mais clara foi aos dez minutos com uma cabeçada de Ruiz. Dentro da pequena área, ele jogou para fora a oportunidade.

Na primeira chegada, o gol que teimava em não sair

O grito de gol que estava preso na torcida que lotou a Ilha do Retiro saiu logo no primeiro minuto do segundo tempo. O atacante Rogério fez uma bela jogada individual, passou por dois marcadores e de longe acertou um forte chute no canto direito de Junior Oliveira. O goleiro se esticou todo, mas não conseguiu alcançar.

Figueirense faz muito pouco para tentar o empate

Após levar o gol, o Figueirense mudou um pouco sua postura e saiu mais para o jogo. Mas o time tinha enormes dificuldades para criar, tanto que o goleiro Magrão fez apenas uma defesa durante toda a partida, em um chute de Índio aos 29 minutos da segunda etapa. Nem mesmo as alterações do técnico Marquinhos Santos para deixar o time mais ofensivo surtiram efeito.

Gol do Sport? Não. É do Fluminense

Além de apoiarem o Sport, os torcedores estavam de olho na partida entre Fluminense e Internacional, pois uma vitória do time gaúcho poderia colocar muita pressão. Por isso mesmo, a vibração foi imensa quando Douglas abriu o placar para o time carioca. 

Quando a partida no Rio de Janeiro acabou em empate de 1 a 1, ainda faltavam cinco minutos para o término no Recife. A festa foi total.

Tempo para Diego Souza virar artilheiro

E a comemoração foi ainda maior graças a Diego Souza. Em um rápido contra-ataque, o meio-campista finalizou em direção ao gol e ainda contou com um desvio no zagueiro para anotar pela 14ª vez no torneio e se igualar a Fred e William Pottker como artilheiro.

"Fui presenteado depois de um ano difícil que passamos. Se tornar artilheiro com um atacante como o Fred e uma revelação como o Pottker me deixa lisonjeado. O ano foi difícil para nós, mas terminou bem. Só tenho de agradecer aos meus companheiros", afirmou Diego Souza ao canal Premiere.

SPORT  2 X 0  FIGUEIRENSE

Gols: Rogério, a 1 minuto do segundo tempo; Diego Souza, aos 44 do segundo tempo
Cartões amarelos: Durval, Rogério, Ronaldo, Éverton Felipe e Diego Souza (Sport), Dudu, Jacskon Caucaia (Figueirense)
Cartão vermelho:
Local: Ilha do Retiro, em Recife
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Dilbert Pedrosa Morais (RJ)

Sport
Magrão; Samuel Xavier, Durval, Ronaldo Alves e Renê; Rithely, Ronaldo e Diego Souza; Éverton Felipe (Antonio Neto), Rogério (Apodi) e Ruiz (Vincius Araújo).
Técnico: Daniel Paulista

Figueirense
Junior Oliveira; Marquinhos, Henrique (Marcus Indio) e Bruno Alves; Dudu, Jackson Caucaia (Renatinho), Marquinhos Pedroso, Ferrugem, Elicarlos e Matheusinho (João Pedro); Bady.
Técnico: Marquinhos Santos

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos