Técnico perfeito? Conheça o sistema de trabalho de Pintado no São Paulo

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Rubens Chiri/São Paulo FC

    Pintado será o responsável por comandar o São Paulo contra o Santa Cruz

    Pintado será o responsável por comandar o São Paulo contra o Santa Cruz

Mesmo em um ano de dificuldade para o time, o técnico interino do São Paulo, Pintado, tem motivos para comemorar. Antes de passar o bastão para Rogério Ceni, ele busca a sua segunda vitória consecutiva neste domingo (11), no Pacaembu, contra o Santa Cruz, para fechar a temporada com 100% de aproveitamento.

O assistente é um velho conhecido da torcida. Campeão da Libertadores e do Mundial de 1992, ele ficou famoso por ser um dos mais aguerridos jogadores da equipe de Telê Santana. Como treinador, apresenta um lado mais paciente e deixa o estilo linha-dura um pouco de lado.

"Não é ser paizão. Pela experiência, você percebe que ninguém mais consegue impor o respeito na base da força. A atenção e o respeito são conquistados. Sou um cara sincero e estou sempre pronto para ajudar e apoiar", disse Pintado.

O ex-volante assumiu o cargo após a saída de Ricardo Gomes, no dia 23 de novembro. À frente do time, ele conquistou a vitória sobre o Atlético-MG por 2 a 1, no Independência, em Belo Horizonte.

"Não me preocupa a história de terminar com 100% de aproveitamento, mas a vitória é o meu objetivo. Não é que faço isso para mim, mas sim pelo São Paulo. É claro que acabo recebendo crédito, mas é a minha responsabilidade", contou o técnico interino, que nunca escondeu o desejo de voltar a trabalhar no Tricolor.

"Mais uma vez, quero agradecer o São Paulo por eu poder realizar um sonho ainda que seja por duas partidas. É um motivo de alegria e aumenta a minha dívida com o clube. Consegui dar o meu grão de areia para terminar a temporada e deixar o caminho para o Rogério", completou Pintado.

Para armar a equipe, ele conversou com Rogério Ceni. O futuro treinador fez alguns pedidos para o interino. Entre as mudanças da equipe estão a escalação do argentino Buffarini na lateral esquerda (ele originalmente atua na direita), a saída de Luiz Araújo, que deu lugar para Chávez, e a entrada de Gilberto no ataque.

Assim como aconteceu no jogo com o Atlético-MG, antes da partida, o interino deve ter uma conversa com os jogadores. Naquela ocasião, a ideia era motivar os atletas.

"Às vezes o remédio é amargo, mas tem de ser tomado. Nunca é tarde para se colocar algumas coisas. Mas o respeito que os jogadores têm para comigo é grande e fiquei superfeliz com isso", contou Pintado.

FICHA TÉCNICA

São Paulo x Santa Cruz

Data: 11/12/2016 (domingo), às 17h (de Brasília)
Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Arbitragem: Paulo Schleich Vollkopf (MS), auxiliado por Cicero Alessandro de Souza (MS) e Daiane Caroline Muniz dos Santos (MS)

São Paulo: Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Maicon e Buffarini; João Schmidt, Thiago Mendes, Cueva, Chávez e David Neres; Gilberto. Técnico: Pintado

Santa Cruz: Miller; Vitor, Walter Guimarães, Luan Peres e Roberto; Derley, Marcílio, Renatinho, Williams Luz e Léo; Arthur. Técnico: Adriano Teixeira
 
Quer receber notícias do São Paulo de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos