Prestigiado pelo elenco do Atlético, Roger chega a 150 jogos como treinador

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Estreia do Atlético no Brasileiro vai ser a partida 150 de Roger Machado como treinador

    Estreia do Atlético no Brasileiro vai ser a partida 150 de Roger Machado como treinador

Neste sábado o técnico Roger Machado alcança 150 partidas como treinador de futebol. E o comandante do Atlético-MG não poderia chegar à esta marca num momento melhor. Campeão mineiro na semana passada e gozando de bastante prestígio entre os jogadores, o técnico inicia mais um desfio à frente do clube mineiro: o Campeonato Brasileiro, contra o Flamengo, às 16h, no Maracanã.

Quando iniciou a carreira de treinador de futebol, em 2014, no Juventude, certamente Roger Machado tinha como ambição participar de grandes jogos, como vai ser esse duelo entre Flamengo e Atlético, dois dos candidatos ao título nacional. Ter a chance de iniciar um Brasileirão diante de um grande adversário e com a convicção de um trabalho bem feito nos primeiros meses de 2017 deixam o treinador animado.

"Em peguei o Grêmio no começo do Brasileiro, mas não foi no início do ano e com o trabalho pavimentado pela conquista do Estadual. Sem dúvida nenhuma isso nos dá a capacidade de conhecer as características de todos os nossos jogadores, de entender onde cada um pode render melhor, de ter alternativas para iniciar uma competição dura, como é o Brasileiro. E de chegar nela com moral, após o título conquistado. Sem dúvida a expectativa de um trabalho que começa no início da competição é diferente daquele trabalho que já tem alguns meses de lastro. A expectativa é sempre mais positiva e confiante, do que pegar trabalho no meio do caminho", disse Roger Machado, que vai para a disputa do Brasileirão pela terceira vez como treinador, tendo a terceira colocação de 2015, com o Grêmio, como melhor resultado.

Campeões estaduais, Flamengo e Atlético vão trocar faixas antes de a bola rolar. O título mineiro foi o primeiro de Roger Machado como treinador. Conquista que serviu para reforçar a boa relação entre técnico e jogadores. Após a vitória sobre o Cruzeiro, todos os jogadores fizeram questão de ressaltar o que está sendo feito na Cidade do Galo.

"Nessa primeira jornada nós enfrentamos dificuldades, desconfianças. E o que mais afetava a nós, os jogadores, era que a gente não conseguia responder o trabalho feito pelo Roger. A gente não podia perder o Roger e a comissão técnica. A gente já trabalhou com vários treinadores e sabemos que ele é um dos melhores. Então, o título mineiro nos dá mais tranquilidade e confiança para a sequência da temporada", desabafou o atacante Fred.

Em 149 partidas como treinador, Roger Machado soma 75 vitórias, com 35 empates 39 derrotas. Antes de chegar ao Atlético, o técnico gaúcho fez em seu estado natal o início de carreira. Juventude, Novo Hamburgo e Grêmio. Suas equipes marcaram 215 gols e sofreram 144. Aproveitamento de 58%, um ótimo número para quem está iniciando.

No Atlético, por enquanto, Roger tem seu melhor desempenho. Além do primeiro título como treinador, o aproveitamento de 71% está bem acima das equipes que comandou anteriormente. Constatação do bom trabalho é feita facilmente, pela quantidade de elogios feitos pelos jogadores.

"A importância do Roger é de um trabalho forte, que nos deu a condição de ser campeão mineiro. Está classificado na Libertadores, uma perspectiva boa e de mais conquistas. Ele nos dá estabilidade e confiança para seguir trabalhando", disse o capitão Leonardo Silva, com exclusividade ao UOL Esporte.

Fora do jogo com o Flamengo, o zagueiro do Atlético também comentou sobre um temor que existia entre os jogadores nos primeiros meses de 2017. Com a equipe rendendo abaixo do esperado, Leonardo Silva contou revelou que existia sim o medo de uma interrupção do trabalho, que tem agradado aos jogadores atleticanos.

"Sim, existia esse medo da demissão do Roger, até pelas críticas que aconteciam. Isso vinha de torcedores e da própria imprensa. Isso desestabilizava o nosso trabalho e tirava nossa confiança dentro de campo. Fazia com que o trabalho do Roger ficasse estremecido. Nós nos reunimos, procuramos rever internamente para que dentro de campo o resultado pudesse aparecer. Às vezes, não vem com as vitórias, mas de um bom jogo, com trabalho e atitude. Conseguimos, com a evolução do nosso trabalho, fazer com que as coisas dessem certo".

Mas esse momento passou. O Atlético ganhou força nas últimas semanas e quer mostrar neste sábado, no jogo 150 de Roger como treinador, o motivo de ser apontado como um dos candidatos ao título nacional de 2017.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO X ATLÉTICO-MG

Data: 13 de maio de 2017, sábado
Horário: 16h (de Brasília)
Motivo: 1ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Jaílson Freitas (BA)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (Fifa/BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)

FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Renê; Márcio Araújo, William Arão e Trauco; Everton, Berrío e Guerrero.
Técnico: Zé Ricardo

ATLÉTICO-MG: Victor, Carlos César, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Adilson, Elias e Otero; Robinho e Fred.
Técnico: Roger Machado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos