Grêmio domina Botafogo, vence com um gol de mão e abafa críticas

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

O Grêmio estreou no Campeonato Brasileiro com uma atuação dominante. Neste domingo (14), o Tricolor fez 2 a 0 no Botafogo sendo superior do começo ao fim do jogo em Porto Alegre. Ramiro, duas vezes, garantiu a boa estreia. O segundo gol, contudo, desviou na mão de Luan. A atuação, que poderia ter rendido placar maior, abafa críticas a Renato Gaúcho.

Mesmo sem Edílson, Maicon e Miller Bolaños, o Grêmio sempre esteve com as rédeas do duelo. Com Arthur sendo novidade na formação, o Tricolor não deu brecha para o Botafogo.

A estreia sem sustos dá mais fôlego a Renato Gaúcho. Depois da eliminação na semifinal do Gauchão e oscilação recente do time, o treinador viu crescer contestação ao trabalho.

Na próxima rodada, o Grêmio visita o Atlético-PR e o Botafogo recebe a Ponte Preta. Os dois jogos no domingo, às 16h (Brasília). O Tricolor, contudo, volta a campo antes. Na quarta-feira, recebe o Fluminense no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Na quinta, o Botafogo encara o Atlético Nacional-COL, no Rio de Janeiro, pela Libertadores.

Quem foi decidiu: Ramiro onipresente

Aberto pelo lado direito, infiltrado na área e até centralizado para ajudar em jogo apoiado. Ramiro foi destaque de novo em uma atuação com ares de onipresença. Com intensidade e atacando bem os espaços, o camisa 17 ajudou o Grêmio a dominar o setor decisivo do jogo e resolveu ofensivamente quando o ataque bateu cabeça ou foi ineficiente.

Quem decepcionou: Luan e a pontaria ruim

Luan é titular absoluto do ataque do Grêmio, mas começou o Brasileirão com o pé esquerdo (e a mão também). No primeiro tempo, o camisa 7 desperdiçou duas grandes chances de gol. Na primeira, finalizou para defesa de Gatito. Na segunda, por cima do travessão. Na etapa final, a falha foi de cabeça e quase em cima da linha. Uma atuação abaixo da média para o jogador mais promissor do Tricolor.

Bruno Silva repete bolada em árbitro

A expulsão na final da Taça Rio não foi suficiente para Bruno Silva. O volante do Botafogo voltou a chutar bola na direção do árbitro, neste domingo. Depois de levar vermelho diante do Vasco, no estadual, o camisa 8 foi amarelado por Bráulio da Silva Machado no segundo tempo em Porto Alegre. Ele chutou a bola após falta de Rodrigo Pimpão na intermediária.

Grêmio circula e domina

O Grêmio encontrou guarida na proposta do Botafogo para fechar o primeiro tempo com 60% da posse de bola. Circulando bastante a bola, o Tricolor criou pelo menos três chances claras de gol antes de efetivamente balançar a rede. Mesmo sem tanta intensidade e baseando o controle em passes curtos e laterais, o Tricolor foi superior. Bem superior.

Na etapa final o Grêmio foi mais agudo, vertical, e construiu novas chances. Sempre iniciando pelos lados e afunilando para entrada da área ou mais perto ainda do gol. Com a segunda bola na rede, o Tricolor passou a ter completo domínio.

Botafogo não encaixa contra-ataque

O Botafogo seguiu sua ideia de jogo, sendo um time reativo, mas falhou ao montar os contra-ataques. Sem Camilo inspirado e com Pimpão apagado, Roger ficou isolado e restou as investidas na bola parada. O expediente foi insuficiente para render gol e equilibrar o jogo. A transição ofensiva foi falha durante a partida toda.

No segundo tempo, depois de levar o 2 a 0, o time de Jair Ventura se desestabilizou. Passou a dar botes em série e desencaixar a defesa. Com as movimentações individuais, deu mais espaços e perdeu sua estrutura. Gilson, perto do apito final, criou a melhor jogada ofensiva com um chute na trave.

Renato usa Arthur como volante

O Grêmio apresentou uma novidade na estreia do Brasileirão. Sem Maicon, lesionado, Renato escalou Arthur ao lado de Michel. O jovem deu consistência a saída de bola e casou bem com o ex-jogador do Atlético-GO. Ainda protagonizou algumas trocas com Ramiro, avançando pela direita. No segundo tempo, o treinador sacou Barrios para entrada de Jaílson e quatro minutos mais tarde corrigiu ao sacar Arthur e botar Gastón Fernández.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 2 X 0 BOTAFOGO

Data e hora: 14/05/2017 (domingo), às 19h (Brasília)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 20.289 pessoas (18.552 pagantes)
Renda: R$ 679.923,00
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Kleber Lúcio Gil (SC/Fifa) e Neuza Inês Back (SC/Fifa)
Cartão amarelo: Ramiro (GRE); Marcelo, Rodrigo Pimpão, Bruno Silva, Emerson Santos, João Paulo (BOT)
Gols: Ramiro, aos 46 minutos do primeiro tempo (GRE); Ramiro, aos 9 minutos do segundo tempo (GRE)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira (Marcelo Oliveira); Michel, Arthur (Gastón Fernández); Ramiro, Luan e Pedro Rocha; Barrios (Jaílson)
Técnico: Renato Gaúcho

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Igor Rabello, Marcelo, Emerson Santos e Victor Luiz; Airton (Gilson), Bruno Silva, Camilo (Guilherme), Pimpão e João Paulo; Roger
Técnico: Jair Ventura
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos