Sem dosar nada. Por que vencer o Botafogo vale muito no Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Rímoli/AGIF

    Grêmio de Renato Gaúcho vive má fase com oscilação e busca retomada no ano

    Grêmio de Renato Gaúcho vive má fase com oscilação e busca retomada no ano

Vencer o Botafogo, na primeira rodada do Brasileirão, vale muito ao Grêmio. Além de arrancar com pé direito no campeonato, o Tricolor precisa injetar tranquilidade em um ambiente que ainda tem bocado de frustração pela perda do Campeonato Gaúcho e começa a contestar as oscilações do time ao longo da temporada.

Ganhar, em casa, na arrancada do Campeonato Brasileiro vai dar tempo também.

O time de Renato Gaúcho terá uma maratona de sete jogos em 22 dias. Até o final de junho, o Grêmio pode jogar 14 vezes. A pesada série inclui o duelo eliminatório da Copa do Brasil, diante do Fluminense. Eliminar a equipe comandada por Abel Braga é vital. Mas nem por isso o Tricolor vai poupar forçar na estreia do Brasileiro.

"Não tem como dosar, essa palavra não existe no meio do futebol. Vamos começar uma grande competição, precisamos vencer para dar moral na sequência de jogos", disse Ramiro.

Renato mantém o discurso de que os problemas do Grêmio são mínimos. E com grande influência das lesões, que tiram Edílson, Maicon, Douglas e Miller Bolaños atualmente. Antes, Douglas foi vitimado por rompimento de ligamento do joelho e só volta em setembro.

"Acho que o único problema que temos aqui dentro são as lesões. Infelizmente é o único problema. O Grêmio acabou o ano jogando um futebol que estava encantando o Brasil. O Grêmio ganhou um título que não ganhava há 15 anos. O Grêmio teve um acidente de trabalho grave, que não engoli ainda, foi a perda do Campeonato Gaúcho. Por outro lado, o Grêmio passou de fase na Liga, é líder de seu grupo na Libertadores e aí pergunto a vocês: o que está errado?", falou Renato Gaúcho. "O Grêmio perdeu o Campeonato Gaúcho, mas no mais está tudo bom", completou.

A visão do treinador é simplista. As quedas do Grêmio ao longo de 2017 não passam somente pelos lesionados. Por mudanças forçadas na escalação. Sem a mesma intensidade do ano passado, o Tricolor viveu mais das individualidades em seus bons momentos. A lista de nomes que decidiram vai de Miller Bolaños, o grande expoente do time na temporada, a Léo Moura. Com direito a Ramiro, Luan, Lucas Barrios.

Contra o Botafogo, o Grêmio tem a chance de mostrar evolução. De apresentar melhor mecânica e iniciar uma série de partidas decisivas com o moral elevado. Por isso, a primeira rodada vale muito.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO X BOTAFOGO

Data e hora: 14/05/2017 (domingo), às 19h (Brasília)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Kleber Lúcio Gil (SC/Fifa) e Neuza Inês Back (SC/Fifa)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Jaílson, Ramiro; Arthur (Gastón Fernández/Fernandinho), Luan e Pedro Rocha; Barrios
Técnico: Renato Gaúcho

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Fernando, Igor Rabello, Emerson Santos e Victor Luis; Airton, Bruno Silva, João Paulo e Camilo; Pimpão e Roger
Técnico: Jair Ventura

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos