Santos tenta reerguer defesa para anular fase artilheira do Coritiba

Napoleão de Almeida e Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/SantosFC

    David Braz pode voltar e formar dupla com Lucas Veríssimo contra o Coritiba

    David Braz pode voltar e formar dupla com Lucas Veríssimo contra o Coritiba

O Santos enfrenta o Coritiba neste sábado, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, com a missão de se reerguer. A tentativa de esquecer uma nova estreia ruim na competição - com a derrota por 3 a 2 para o Fluminense, no último domingo - passa, principalmente, pela recuperação do seu sistema defensivo.

A defesa santista tornou-se o setor de confiança do técnico Dorival Júnior na sequência de jogos importantes do clube que, inclusive, garantiram a sua permanência no cargo. Foram confrontos considerados fundamentais pela Copa Libertadores da América e Copa do Brasil. Só no Paulista que a equipe acabou desclassificada para a Ponte Preta, nos pênaltis.

No período, a dupla formada por Lucas Veríssimo e David Braz apresentou números significativos. Dos últimos sete jogos em que atuaram juntos a equipe sofreu apenas três gols, média de 0,42.

O problema é que Dorival perdeu o lateral esquerdo Zeca, com lesão no joelho esquerdo, e o zagueiro David Braz, com um estiramento na perna esquerda, e viu a boa fase comprometida. Nos últimos três jogos, sem contar com um lateral de origem na função e com Cleber Reis como titular, foram cinco gols sofridos, elevando a média para 1,6 por partida.

Dorival, agora, tenta reencontrar a melhor formação para o setor. Para o confronto, deve ter os retornos de Braz e Zeca, recuperados de lesão. A dupla, porém, ainda não está confirmada. A baixa fica por conta de Victor Ferraz, poupado por conta de dores no joelho direito. 

O treinador ainda pode optar por poupar alguns jogadores devido ao desgaste pela série de viagens e partidas, principalmente o empate por 1 a 1 diante do The Strongest. Na altitude de mais de 3.600 m de La Paz, os santistas se esforçaram além da conta para assegurar a classificação do Santos na Libertadores.

Se o time coloca em xeque o seu melhor setor no ano, o Coxa celebra o arranque ofensivo nos últimos sete jogos. Foram 19 gols desde o início da fase final do Paranaense, o que resultou na conquista do título. Na largada do Brasileirão, nova goleada: 4 a 1 no Atlético-GO. Boa parte desse desempenho se deve à intensa movimentação do meio campo, que terá desfalques na partida: Alan Santos e Anderson estão lesionados e desfalcam o Coxa em Santos.

Em compensação, o Coritiba poderá contar com Kléber, um algoz do Peixe, especialmente atuando na Vila Belmiro. Artilheiro do Paranaense com 11 gols, o Gladiador tem no Santos uma das suas principais vítimas. Na carreira, são dois gols pelo Coxa, um pelo Cruzeiro e três Palmeiras contra o Alvinegro praiano, sendo que cinco deles foram marcados como visitante. Desta vez ele terá pela frente um antigo ídolo coxa-branca: o goleiro Vanderlei, cinco vezes campeão paranaense e uma vez da Série B pelo Coxa.

Pachequinho também poderá promover a estreia de Alecsandro, conhecido da torcida santista dos tempos de Palmeiras. O jogador chega com status de ídolo mesmo sem nunca ter atuado pelo Coritiba, por conta de ser filho de um dos grandes nomes da história do clube: o também atacante Lela, campeão brasileiro em 1985. Naquela campanha, um dos gols mais simbólicos da conquista foi justamente contra o Santos, ainda na primeira fase, num resultado que salvou o Coxa da eliminação precoce.

FICHA TÉCNICA
SANTOS X CORITIBA

Data: 20 de maio de 2017, sábado
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)
Assistentes: Rodrigo F. Henrique Correa e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (ambos do RJ)

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz (Cleber Reis) e Zeca (Jean Mota); Thiago Maia, Renato, Vitor Bueno, Lucas Lima e Bruno Henrique; Ricardo Oliveira.

Coritiba: Wilson; Dodô, Werley, Wallisson e William Matheus; Jonas (Edinho), Matheus Galdezani e Tomas Bastos; Neto Berola, Henrique Almeida e Kléber. Técnico: Pachequinho.

Veja o desempenho defensivo recente do Santos:

Lucas Veríssimo e David Braz
7 jogos, 3 gols sofridos (média de 0,42 por partida)

22/03 - São Bento 0 x 2 Santos - Walter Ribeiro
25/03 - Santo André 0 x 1 Santos - Bruno José Daniel
01/04 - Ponte Preta 1 x 0 Santos - Moisés Lucarelli
10/04 - Santos 1 x 0 Ponte Preta - Pacaembu
19/04 - Santa Fe 0 x 0 Santos - El Campín
26/04 - Santos 2 x 0 Paysandu - Vila Belmiro
04/05 - Santos 3 x 2 Santa Fe - Pacaembu

Cleber e Lucas Veríssimo:
3 jogos, 5 gols sofridos (média de 1,6 por partida)

10/05 - Paysandu 1 x 3 Santos - Mangueirão
14/05 - Fluminense 3 x 2 Santos - Maracanã
18/05 - The Strongest 1 x 1 Santos - Hernando Siles

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos