C. Xavier reencontra Corinthians após "gol especial" em 2016: deu confiança

Marcello De Vico

Do UOL, em Santos (SP)

  • Eduardo Knapp/Folhapress

    Cleiton Xavier marcou gol no clássico contra o Corinthians, pelo Brasileiro de 2016

    Cleiton Xavier marcou gol no clássico contra o Corinthians, pelo Brasileiro de 2016

Depois de um primeiro ano complicado na volta ao Palmeiras, em 2015, Cleiton Xavier, hoje destaque do Vitória, deixou o clube alviverde com o sentimento de dever cumprido: campeão brasileiro com 30 jogos na competição, seis assistências e quatro gols, sendo um deles justamente contra o arquirrival Corinthians, time que encara o Vitória do meio-campista, neste domingo (21), no Barradão, às 16h.

"Aquele gol foi muito especial porque, além de ter sido o da vitória contra o grande rival, foi o meu primeiro gol na temporada e me deu ainda mais confiança para seguir jogando", lembra Cleiton Xavier em entrevista exclusiva ao UOL Esporte.

O ano de 2016 foi uma espécie de redenção para Cleiton Xavier, que um ano antes viveu um período complicado no Palmeiras, marcado por lesões. Foram apenas 16 partidas com a camisa alviverde em 2015, sendo só três como titular.

"Nunca tinha passado por tantos problemas como os que aconteceram no primeiro ano da minha volta ao Palmeiras. Graças a Deus, isso já faz parte do passado. Joguei 30 partidas no Brasileiro do ano passado, fiz gols, dei assistências e consegui ajudar o Palmeiras a ser campeão", conta o meia.

Maurícia da Matta/E.C. Vitória
Na atual temporada, Cleiton Xavier mostra-se ainda melhor fisicamente, e a tendência é que ele supere a marca de 35 jogos feitos no ano passado. Com o ano ainda no mês de maio, ele já foi a campo 26 vezes com a camisa rubro-negra – são seis gols e três assistências.

"Nesta temporada estou me sentindo muito bem e já fiz 26 jogos. Agora é esquecer o que passou e manter o trabalho para melhorar a cada dia", diz.

Sobre o duelo deste domingo, Cleiton Xavier espera um Corinthians 'mordido' por conta do tropeço na estreia do Brasileiro, contra a Chapecoense: 1 a 1 na Arena Corinthians.

"Domingo será uma partida muito dura. O Corinthians empatou o primeiro jogo em casa e vai querer recuperar os pontos perdidos. Será a nossa primeira partida em Salvador e iremos em busca da vitória a todo custo", acrescentou o meia.

Veja mais trechos da entrevista:

Demissão de Argel foi justa?

É difícil falar sobre isso. O Argel é um cara bacana e fez um excelente trabalho no Vitória, mas essas decisões não passam por nós, jogadores. A diretoria conta com pessoas capacitadas para avaliar o que é o melhor para o clube. Foi o Argel quem pediu a minha contratação e sou grato por isso. Espero que ele siga fazendo um ótimo trabalho aonde quer que vá.

Pressão: Palmeiras x Vitória

O Vitória é um grande clube e tem uma estrutura muito boa. A pressão pode ser um pouco diferente, mas sempre existe. A diretoria fez grandes contratações e a expectativa para o ano é alta. Nós começamos a temporada com o título Baiano em cima do nosso maior rival e essa conquista nos dá confiança para seguir em busca dos nossos objetivos em 2017.

Vitória quer brigar em cima

Nem pensamos em brigar para permanecer na Série A. Nossos objetivos são maiores e queremos lutar na parte de cima da tabela.

Palmeiras x Corinthians ou Vitória x Bahia

Eu sou nordestino e sempre soube da grande rivalidade que é o Ba-Vi. São rivalidades diferentes, mas a briga aqui também é muito acirrada. É diferente, mas vou te falar que não fica atrás de Palmeiras e Corinthians.

Período que passou na Ucrânia

Por lá passei por bons e maus momentos, mas sou muito grato por tudo o que o Metalist e o povo ucraniano me proporcionaram. Não é fácil morar lá, longe da família, dos amigos, encarar o frio, aprender outro tipo de cultura, de gastronomia, mas se hoje conquistei algumas coisas na vida, boa parte disso é por causa da confiança e das oportunidades que o pessoal me deu na Ucrânia.

Aposentadoria ainda está longe

Ah, não, nem penso nisso ainda. Já tenho uma certa experiência, mas quero atuar mais alguns anos. Me cuido bastante fora de campo e acho que ainda tenho muita lenha pra queimar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos