Com dois gols em três minutos, Fluminense vence o Atlético-MG e mantém 100%

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Atuando em casa, o Atlético-MG tinha mais posse de bola e era responsável pelas principais ações do jogo. Mas o Fluminense foi eficiente. Aproveitou um momento de vacilo da defesa atleticana e marcou dois gols num intervalo de três minutos, com Henrique Dourado e Richarlison. Gabriel descontou para o Atlético, mas não foi o suficiente e o Fluminense venceu por 2 a 1.

Resultado que deixa a equipe carioca com 100% de aproveitamento neste início de Campeonato Brasileiro. São duas vitórias, contra Santos e Atlético. Na próxima rodada o Fluminense tem clássico com o Vasco. Já o Atlético, com apenas um ponto em dois jogos, dá uma pausa no Brasileirão para estrear na Copa do Brasil, contra o Paraná.

Quem foi bem: Henrique Dourado e Richarlison decidem

Henrique Dourado e Richarlison dividem o protagonismo da vitória do Fluminense sobre o Atlético, em Belo Horizonte. Além de ganhar praticamente todas as jogadas dos jogadores atleticanos na disputa pelo alto, Henrique Dourado fez o primeiro gol, de pênalti, e cruzou para Richarlison fazer o segundo. E foi o camisa 70 que puxou contra-ataque e sofreu o pênalti convertido por Henrique. A dupla infernizou a defesa atleticana, especialmente no primeiro tempo.

Quem foi mal: Marcos Rocha tem tarde infeliz

Um dos principais jogadores do Atlético é o lateral direito Marcos Rocha. O jogador se destaca pela boa presença no ataque e pela quantidade de bolas roubadas na defesa. Mas diante do Fluminense, o camisa 2 do Atlético teve uma jornada infeliz. Especialmente no final do Mineiro tempo. Marcos Rocha cometeu o pênalti em Richarlison, que originou o primeiro gol do Fluminense, e depois não subiu com o atacante, que fez o segundo, de cabeça.

Robinho foi poupado e Otero não entrou bem

Com a pesada sequência de jogos neste período do ano, reta final do Campeonato Mineiro, Copa Libertadores, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil, a comissão técnica do Atlético tem preservado alguns atletas em determinadas partidas, para evitar lesões musculares. Diante do Fluminense quem ficou fora foi Robinho. O atacante reclamou de cansaço muscular e foi poupado. Otero foi escolhido para entrar no lugar e não foi bem. Apesar de um belo drible em Lucas, ainda no primeiro tempo, o venezuelano errou bastante e acabou substituído por Rafael Moura, no começo da etapa final.

Scarpa volta após dois meses em atuação discreta

Nas duas últimas partidas do Fluminense o meia Gustavo Scarpa entrou durante o segundo tempo. O retorno ao time titular, após mais de dois meses, aconteceu contra o Atlético, em Belo Horizonte. O camisa 10 ficou em campo até os 20 minutos do segundo tempo, com uma participação ainda discreta. Algo normal para quem ficou tanto tempo sem jogar.

Ídolo do Atlético, Pierre é homenageado pela torcida

Victor Martins/UOL Esporte
Torcida do Atlético-MG levou bandeira com imagem do volante Pierre, agora no Fluminense

Pierre não jogou. O volante ficou no banco durante o confronto entre Atlético e Fluminense. Opção de Abel Braga na equipe tricolor, o jogador fez muito sucesso nos quatro anos em que ficou no clube alvinegro. Pelo Atlético, Pierre conquistou cinco títulos, entre eles a Copa Libertadores de 2013 e a Copa do Brasil do ano seguinte. Em 170 jogos pelo Galo, o volante venceu 91, mas não marcou gols. Neste domingo, a torcida atleticana levou uma bandeira para o Independência a foto de Pierre. "Nosso eterno pitbull", estava escrito na bandeira. Pierre teve o nome gritado por todo o estádio quando deixou o vestiário e seguiu para o banco de reservas.

Troca do gramado explica aparência ruim do campo

Victor Martins/UOL Esporte
Troca no tipo de grama faz campo do Independência ficar com aparência ruim

Visualmente o gramado do Independência já esteve mais bonito. A sensação de quem acompanha a partida é de um campo ruim. No entanto, a qualidade do gramado está boa, pelo menos é o que garantem os responsáveis pela administração do Atlético. A explicação para a aparência ruim do campo é pela troca do tipo de grama. Nos últimos dias foram plantadas sementes da grama de inverno, que vai ser usada nos próximos meses. Até que a nova grama crescer, o campo vai parecer ruim. De acordo com os responsáveis, o estado do gramado não compromete a atuação dos jogadores.

Fluminense interrompe sequência de vitórias do Atlético no Horto

Em 2012 e 2013 o Atlético conseguiu vencer 12 vezes consecutivas atuando no Independência. Nesta temporada, com Roger Machado, eram 11 triunfos em 11 partidas. A chance de igualar a marca de quatro anos atrás era vencer o Fluminense. O que não aconteceu. Com o resultado, a equipe carioca é a primeira a tirar pontos do time atleticano como mandante nesta temporada.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1 x 2 FLUMINENSE

Data: 21/05/2017 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Motivo: 2ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 16.145 presentes
Renda: R$ 453.335,00
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Lúcio Beiersdorf Flor (RS) e Leirson Peng Martins (RS)
Cartões amarelos: - (CAM) Nogueira, Sornoza, Richarlison, Marcos Júnior, Douglas e Renato (FLU)
Gols: Henrique Dourado aos 36, Richarlison aos 38 e Gabriel aos 40 minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO-MG
Victor, Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca (Maicosuel, no intervalo), Adilson, Elias, Otero (Rafael Moura, aos 14 do 2º) e Cazares; Fred.
Treinador: Roger Machado.

FLUMINENSE
Diego Cavalieri, Lucas (Renato, no intervalo), Nogueira, Henrique e Léo Pelé; Orejuela, Wendel, Sornoza e Gustavo Scarpa (Douglas, aos 20 do 2º); Richarlison e Henrique Dourado.
Treinador: Abel Braga.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos