Cruzeiro sai na frente, mas cede o empate para o Sport na Ilha do Retiro

Do UOL, em Belo Horizonte

Com um olho na final da Copa do Nordeste, o Sport utilizou um time misto neste domingo e empatou em 1 a 1 com o Cruzeiro. A partida, disputada pela segunda rodada do Brasileirão, aconteceu na Ilha do Retiro e contou com os gols de Alisson e Diego Souza, ambos no primeiro tempo de jogo.

Com o resultado, o Sport soma seu primeiro ponto depois de começar o Brasileirão goleado por 4 a 0 para a Ponte Preta. Já o Cruzeiro perde a chance de se manter 100%, mas volta para Belo Horizonte com um ponto e vai aos quatro na tabela de classificação. Na próxima rodada, a Raposa visita o Santos, enquanto o Sport recebe o Grêmio. Antes disso, o rubro-negro ainda decide a Copa do Nordeste contra o Bahia, em Salvador.

Quem foi bem: Diego Souza dita o ritmo e Magrão segura o empate

Referência no meio-campo, Diego Souza foi o responsável por criar as melhores jogadas do Sport, principalmente na etapa inicial. Rithely, Osvaldo e Rogério foram os principais alvos do jogador, que também desceu ao ataque para finalizar. Sofreu e converteu o pênalti que deixou tudo igual na Ilha do Retiro. Lá atrás, o goleiro Magrão também teve grande importância no empate, segurando boas finalizações do Cruzeiro.

Quem foi mal: Hudson falha em lance do empate

Acostumado a desarmar e a se sair bem neste quesito, o volante Hudson não esteve em uma boa noite. Além de não ganhar quase nenhum duelo, o jogador ainda perdeu a bola e falhou no lance que resultou no pênalti em Diego Souza. No segundo tempo, foi deslocado para a lateral e melhorou de produção. Ao seu lado, o capitão Henrique também chamou atenção de forma negativa em campo.

Fábio impede dois gols em 15 minutos

 

A chuva que caiu minutos antes da partida aliviou o calor na capital pernambucana, mas deixou o campo escorregadio e dificultou a vida dos goleiros. Foi então que Fábio provou porque reconquistou a titularidade. Aos 7 e aos 13, o camisa 1 fez duas ótimas defesas e impediu as melhores chances da partida até então.

Quem se redimiu: mal na lateral, Romero oferece assistência

Improvisado na lateral direita desde que Mayke foi para o Palmeiras (Ezequiel segue no departamento médico), Lucas Romero não conseguiu repetir as boas atuações defensivas no setor. Apesar de ter sofrido com as descidas de Osvaldo e Raul Prata, o argentino se redimiu ainda no primeiro tempo e deu a assistência para Alisson dar a tranquilidade que o Cruzeiro precisava. No intervalo, acabou substituído por Ariel Cabral.

Misto do Sport começa melhor, mas cai de produção

Apesar de ter preservado alguns atletas, o Sport passou a maior parte do tempo interessado na vitória. Com Diego Souza distribuindo as jogadas e Osvaldo caindo pelos lados, as melhores oportunidades foram do Leão, que não sentiu o gol inicial e foi buscar o empate ainda no primeiro tempo. Contudo, a intensidade caiu no segundo tempo e o cansaço bateu. Sem ameaçar tanto e com o gás no fim, passou os últimos minutos à espera do apito final.

Sem inspiração, Cruzeiro só melhora no segundo tempo

Leo Caldas/Light Press/Cruzeiro

Em poucos momentos o Cruzeiro esteve melhor na partida. Com o setor criativo em baixa, a Raposa mal chegava ao ataque, perdendo também a maioria das bolas aéreas e divididas. O gol de Alisson poderia dar a tranquilidade que o time necessitava, mas a equipe continuou sem iniciativa e controlada pelo Sport. Individualmente, poucos jogadores se sobressaíram dentro de campo. Até mesmo alguns pilares como Arrascaeta, Henrique e Hudson deixaram a desejar. Dentro da área, Ábila era a referência, mas pouco viu a bola chegar aos seus pés. No segundo tempo, o time melhorou, mas seguiu errando demais, principalmente no último passe, e não mais conseguiu balançar as redes.

Reserva exagera na comemoração e é amarelado

Pela nova norma da CBF, jogadores suplentes não podem invadir o campo para comemorar um gol. E foi isso que aconteceu com o jovem Raniel. O atacante se excedeu demais no gol de Alisson, acabou entrando no gramado e levou o amarelo do juiz. Outros quatro cartões saíram dentro de campo: Raul Prata, Diego Souza e Fabrício receberam para o Sport, enquanto Léo e Ariel Cabral foram amarelados pelo Cruzeiro.

SPORT 1x1 CRUZEIRO

Motivo: 2ª rodada, Brasileirão 2017
Data/Hora: 21/05/2017, às 19h
Local: Ilha do Retiro, no Recife (PE)
Árbitro: João Batista de Arruda (RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ)

GOLS: Alisson, 19'1ºT (0-1); Diego Souza, 33'1ºT (1-1)
Cartões amarelos: Raul Prata, Diego Souza, Fabrício (SPO); Raniel, Léo, Ariel Cabral (CRU)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 4.459 pessoas/R$ 106.259,00.

Sport: Magrão; Samuel Xavier (Evandro - 15'2ºT), Matheus Ferraz, Durval e Raul Prata; Ronaldo (Fabrício - Intervalo), Neto Moura (Juninho - 8'2ºT), Rithely e Diego Souza; Osvaldo e Rogério. Técnico: Ney Franco.

Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero (Ariel Cabral - Intervalo), Dedé, Leo e Diogo Barbosa; Hudson, Henrique; Rafinha (Rafael Marques - 17'2ºT), Giorgian De Arrascaeta e Alisson; Ramón Ábila (Alex - 30'2ºT). Técnico: Mano Menezes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos