Vitória é detalhe necessário em "operação" contra crise no São Paulo

Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • DANIEL TEOBALDO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    O técnico Rogério Ceni durante jogo do São Paulo contra o Cruzeiro

    O técnico Rogério Ceni durante jogo do São Paulo contra o Cruzeiro

A semana inteira de trabalhos no São Paulo teve como objetivo afastar a crise que começa a se abater sobre o time, já eliminado em três das quatro competições disputadas em 2017. Respaldo interno e externo de jogadores ao técnico Rogério Ceni, treinos abertos com alta intensidade, apoio público de são-paulinos respeitados – nada disso terá surtido efeito se os jogadores não conquistarem os três pontos diante do Avaí, nesta segunda-feira, no Morumbi, às 20h.

O confronto dentro de casa e contra um adversário, em teoria, de menor expressão, torna necessária uma vitória para começar a reverter o clima de pressão que atinge o CT da Barra Funda. É o último detalhe na operação que pode ajudar a espantar a crise no São Paulo, que já estreou com derrota no Brasileirão.

Semana foi marcada por apoio de jogadores a Ceni

A semana foi marcada por demonstrações de apoio de jogadores experientes e líderes do elenco a Rogério Ceni. Lugano, Rodrigo Caio, Pratto e Jucilei apoiaram publicamente seu comandante, enquanto Cícero veio a público minimizar o incidente no qual foi atingido por uma prancheta durante bronca do treinador no Paulistão. O próprio Ceni explicou o episódio e procurou garantir que tudo corre bem nos bastidores do clube.

Conforme mostrou o UOL Esporte, as manifestações não se limitaram a palavras diante da imprensa. Lugano, Rodrigo Caio e Pratto também agiram internamente para ajudar Ceni a retomar o foco do elenco e diminuir a pressão sobre o técnico.

Treino aberto, em alta intensidade e bom astral

Rogério Ceni abriu para a imprensa os treinamentos da última quinta-feira – comandou atividades técnicas em alta intensidade. O clima foi positivo, com bastante dedicação dos jogadores e algumas brincadeiras pontuais, inclusive envolvendo Ceni, que tratou seus comandados por apelidos e fez piadas com a idade. Intencionalmente ou não, os trabalhos ficaram como uma resposta a especulações e desconfianças de conselheiros e torcedores de que poderia haver problemas de relacionamento do elenco.

Apoio de são-paulinos ilustres

Além de jogadores, são-paulinos ilustres vieram a público com discursos alinhados aos dos jogadores, protegendo Ceni e desmentindo a ideia de que haveria problemas no elenco. Ao longo da semana, o ex-diretor de futebol Marco Aurélio Cunha disse garantir que não havia qualquer desavença e pediu tempo a Rogério. Neste domingo, foi a vez do ex-técnico e comentarista do SporTV Muricy Ramalho dar seu apoio. "Os jogadores têm muita confiança no técnico, que vai dar o retorno no dia-a-dia. O Rogério tem esse perfil trabalhador e é respeitado pelos atletas. Ele é um exemplo para os jogadores, disse, ao site da Globo.

Vitória em casa é essencial – São Paulo e Avaí jogam sem surpresas

Uma vitória nesta segunda, por si só, pode não ser suficiente para recolocar o São Paulo em uma situação tranquila, mas o fato é que uma derrota aprofundará a crise e tornará inócua a semana de alívio da pressão. "Ganhar do Avaí dentro de casa pode trazer paz momentânea, mas acho que o torcedor e vocês, por ser no Morumbi, cria expectativa de uma vitória. Brasileiro todos os jogos são complicados, dificeis. Corinthians empatou com a Chapecoense em casa. Trabalhamos sempre rumo à vitória, mas sabendo que sempre tem adversários dificeis", disse Ceni na sexta-feira.

Ambas as equipes devem vir a campo com times parecidos com os que estrearam no Brasileiro. Como de costume, Ceni escondeu os treinamentos táticos e as escalações.

São Paulo x Avaí

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Caio Max Vieira (RN)
Auxiliares: Flavio Barroca e Vinicius Lima (RN)
 

São Paulo: Renan Ribeiro; Militão , Maicon, Rodrigo Caio;  Thiago Mendes, Jucilei, Cícero e Júnior Tavares; Cueva  e Luiz Araújo ; Lucas Pratto. Técnico: Rogério Ceni

Avaí: Kozlisnki; Leandro Silva, Alemão, Betão e Capa; Judson, Luan e Marquinhos; Romulo, Junior Dutra e Denilson. Técnico: Claudinei Oliveira

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos