Flu vira espelho e rejuvenescido Vasco já quase equipara média de idade

Bruno Braz e Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

    Guilherme Costa (e) e Wendel (d): pratas da casa de Vasco e Fluminense

    Guilherme Costa (e) e Wendel (d): pratas da casa de Vasco e Fluminense

A fórmula de aproveitamento de jovens revelados na base tem dado frutos ao Fluminense e já serve de espelho até mesmo para rivais. Conhecido nos últimos anos por ter um elenco recheado de veteranos, o Vasco, sob a batuta do técnico Milton Mendes, fez uma grande reformulação na equipe. Neste sábado, às 16h, em São Januário, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, a remodelada equipe cruzmaltina chega com uma média de idade praticamente igual à do Tricolor.

Com 18 dos 32 jogadores do plantel formados em Xerém, o Fluminense entrou em campo na última rodada, contra o Atlético-MG, com uma média de 24,7 anos. O Vasco, diante do Bahia, atuou com uma média de 26 que cairá para 25,4 neste sábado com a única mudança no time: a entrada de Breno na vaga de Rafael Marques.

Com o sub-20 em boa fase, tendo conquistado recentemente a Taça Guanabara e classificado para as semifinais da Copa do Brasil da categoria, o Cruzmaltino efetivou jovens entre os profissionais e chegou ao número de 14 pratas da casa entre os 34 do elenco.

No clássico deste sábado, o Fluminense deverá ter como titulares o zagueiro Nogueira, o lateral esquerdo Léo, o volante Wendel e o meia Gustavo Scarpa. Pelo lado do Vasco, o lateral esquerdo Henrique, o volante Douglas e o meia Mateus Pet.

Reforços oriundos da base

As diretorias de Vasco e Fluminense não escondem que estão cada vez mais voltadas a dar oportunidade aos jovens em detrimento de muitos reforços. No Cruzmaltino, por exemplo, o experiente zagueiro Rodrigo teve o contrato rescindido, assim como já havia acontecido com Diguinho, Julio Cesar e Leandrão. Já os também trintões Nenê e Andrezinho foram para o banco de reservas.

"Um processo não é construído em um mês. Estamos há cinco trabalhando. O sub-20 está dentro deste processo. Trouxemos os atletas para dar condições de evoluírem. Estamos no caminho. O processo de transição tem altos e baixos. Chegamos a quase 45% da base no elenco principal. É o caminho para o clube", declarou o gerente de futebol vascaíno Anderson Barros.

Presidente tricolor, Pedro Abad ressalta o trabalho que tem sido desenvolvido e ainda lembra do investimento no projeto Flu Samorin, com um clube da Segunda Divisão da Eslováquia:

"Todo este projeto com a base e o Flu Samorin visa diminuir investimentos em atletas fora do clube. A tendência é que realmente não venhamos a trazer novos atletas, a não ser que ocorra uma saída que exija reposição urgente. Ainda assim vamos analisar bem. Todo investimento nestes projetos não pode ser desmerecido".

Duelo de promessas

As promessas de maior ascensão em 2017 têm sido o vascaíno Douglas e o tricolor Wendel. Ambos com 19 anos e atuando na mesma faixa de campo, eles já despertam a curiosidade de clubes europeus. Precavidos, Vasco e Fluminense se anteciparam e trataram de renovar o contrato das joias nesta temporada. Wendel estendeu até 2020, e Douglas, até 2021.

VASCO X FLUMINENSE
Local:
São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus - SP (FIFA)
Auxiliares: Alex Ang Ribeiro - SP e Tatiane Sacilotti dos Santos (SP)

Vasco
Martín Silva, Gilberto, Breno, Paulão e Henrique; Jean, Douglas, Yago Pikachu, Mateus Pet e Kelvin; Luis Fabiano
Técnico: Milton Mendes

Fluminense
Diego Cavalieri; Lucas, Nogueira, Henrique e Léo; Orejuela, Douglas, Wendel e Gustavo Scarpa; Richarlison e Henrique Dourado
Técnico: Abel Braga

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos