"Pacificador", Milton Mendes vê vitória como alento e quer conter euforia

Do UOL, em São Paulo

Nem ao céu, nem ao inferno. Essa parece ser a filosofia de Milton Mendes no comando do Vasco, que venceu o Fluminense por 3 a 2 neste sábado em jogo quente. O treinador promete trabalhar para conter a empolgação.

"Estamos satisfeitos, mas como eu disse lá no jogo do Palmeiras [goleada alviverde por 4 a 0 na primeira rodada do Brasileirão], nós não ficamos deprimidos com derrota. Temos que aprender e tentar melhorar. Da mesma forma, também não ficamos eufóricos com a vitória. Temos que procurar aprender com alguns erros do jogo. O treinador é um pacificador, essa é a tônica", disse em entrevista coletiva à imprensa.

A vitória foi conquistada graças ao gol salvador de Nenê aos 47 minutos do segundo tempo. O meia havia substituído Yago Pikachu já na etapa complementar logo após o primeiro gol de Henrique Dourado, que empatava a partida.

"Quando se coloca um jogador em campo, o treinador espera que ele faça algo diferente. O Nenê entrou muito bem, é iluminado. Estamos todos muito felizes por tudo, pela entrega dos jogadores, pelos nossos torcedores... Esse é um alento muito grande para o nosso trabalho. Todos foram protagonistas", elogiou Milton.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos