Prass admite falha em derrota e diz que chute de Pratto era defensável

Do UOL, em São Paulo

O São Paulo manteve o tabu de 15 anos sem derrotas para o Palmeiras no Morumbi. Com gols de Pratto e Luiz Araújo, o time de Rogério Ceni venceu por 2 a 0 e construiu o placar no segundo tempo, depois de uma falha de Fernando Prass. Ao fim do clássico, o goleiro admitiu que errou no lance.

"Era uma bola defensável. Se eu disse que não, estaria até me desmerecendo", disse o goleiro em entrevista ao Canal Premiere.

"Todo goleiro está sujeito. A gente trabalha durante a semana e fica frustrado quando não consegue ir bem no jogo. São erros individuais, erros acontecem. Tenho muito tempo de profissão. É preciso ter tranquilidade para analisar todo o contexto", afirmou Prass já na zona mista.

Dudu saiu em defesa do goleiro: "não foi o Prass que perdeu. Foi o Palmeiras. Todo mundo tem culpa. A equipe está ciente disso. A gente não conseguiu ganhar, mas é levantar a cabeça porque quarta tem decisão para vencer. Eles pediram desculpa porque acharam que devem, mas não devem. Foi o Palmeiras que perdeu. É levantar a cabeça e corrigir o que deve porque tem jogo quarta-feira".

No lance do primeiro gol, Pratto invadiu a área pelo lado direito e chutou entre Prass e a trave - o goleiro, esperando o cruzamento, deixou a bola passar. Seis minutos depois, Jean desperdiçou um pênalti sofrido por ele mesmo ao chutar para fora. Na reta final, Luiz Araújo recebeu na frente e concluiu com sucesso na saída do goleiro do Palmeiras.

No próximo domingo, o Palmeiras, que soma três pontos, entra em campo às 16h para receber o Atlético-MG, no Allianz Parque. No mesmo horário, o São Paulo, com seis pontos, pega a Ponte Preta em campinas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos