Recordistas em 2016, Atlético-MG e Ponte estão de volta ao jogo das 11h

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • CRISTIANE MATTOS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Jogadores do Atlético comemoram na vitória por 3 a 0 sobre a Ponte, em jogo disputado às 11h

    Jogadores do Atlético comemoram na vitória por 3 a 0 sobre a Ponte, em jogo disputado às 11h

Neste domingo, Atlético-MG e Ponte Preta entram em campo pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. A partida no Independência vai começar às 11h, horário que já pegou no futebol nacional. Na edição 2017, vai ser a primeira vez de ambos na matinê do Brasileirão, mas no ano passado, Atlético e Ponte Preta fora recordistas do horário.

Foram seis jogos às 11h de domingo. Além do Atlético e da Ponte Preta, apenas o Figueirense jogou tantas vezes no horário introduzido na competição na temporada 2015. Embora seja sucesso de público, vide o confronto deste domingo, que já tem mais de 18 mil torcedores com acesso garantido, os jogadores ainda se queixam da partida pela manhã.

A explicação é a alteração na rotina. Com o jogo iniciando às 11h, os jogadores precisam acordar bem cedo, entre 6h e 7h, o que não é um hábito para muitos. Além disso, é preciso trocar o café da manhã pelo almoço. Para o Atlético, no Brasileiro, é a pela primeira vez às 11h. Nesta temporada a equipe jogou uma vez no horário, contra a URT, na semifinal do Campeonato Mineiro.

Independentemente das adversidades, o Atlético precisa vencer. Apontado como um dos candidatos ao título do Brasileirão, a equipe alvinegra conquistou apenas um ponto em duas rodadas. Vencer a Ponte Preta é não deixar os líderes abrirem distância e também se recuperar de duas derrotas seguidas, a última para o Paraná, pela Copa do Brasil.

Aliás, o confronto em Curitiba vai ser o parâmetro para o Atlético neste domingo. O time foi bem na parte ofensiva, criou bastante oportunidades e fez. Mas falhou na hora de marcar. Apesar das poucas oportunidades dadas ao rival paranaense, o Atlético sofreu três gols. "Títulos são conquistados pelo ataque, mas construídos por defesas sólidas", disse o técnico Roger Machado, que não ficou nada satisfeito com os números defensivos diante de Fluminense e Paraná, quando Atlético sofreu cinco gols em dois jogos.

Por isso, antes de enfrentar a Ponte Preta, o treinador atleticano assistiu novamente o confronto pela Copa do Brasil.

"Revi o jogo contra o Paraná, e, nos momentos que a gente conseguiu tomar a bola do adversário mais vezes, foi nos momentos em que fizemos nossos gols. E no momento em que levamos os dois gols, roubamos apenas uma bola do adversário. Esperamos que já passe esse momento no domingo, respeitando o adversário, mas precisamos buscar o resultado positivo".

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X PONTE PRETA

Data: 28 de maio de 2017, domingo
Horário: 11h (de Brasília)
Motivo: 3ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa (RJ) e Thiago Henrique Farinha (RJ)

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Adilson, Elias e Cazares; Robinho e Fred.
Técnico: Roger Machado.

PONTE PRETA: Aranha, Nino Paraíba, Marllon, Kadu e João Lucas; Naldo, Elton, Wendel e Ravanelli; Lucca e Lins.
Técnico: Gilson Kleina.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos