Cruzeiro marca no fim, bate o Santos e divide a liderança com Corinthians

Do UOL, em São Paulo

Com um gol no fim da partida do meia Thiago Neves, o Cruzeiro derrotou o Santos neste domingo (28), por 1 a 0, na Vila Belmiro, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, e pulou para a liderança da competição ao lado do Corinthians.

Com o triunfo, o Cruzeiro tem agora sete pontos, assim como o rival paulista. Os dois times têm ainda o mesmo número de gols marcados, sofridos e, logicamente, de saldo. Porém, podem ser ultrapassados pela Chapecoense, que também tem quatro pontos e joga na segunda-feira (29). O clube catarinense assumirá a liderança se vencer o Avaí por dois gols de diferença ou até por um, desde que marque mais de um gol. O Santos, por sua vez, continua com três pontos e está em 15º.

Na próxima rodada do Brasileiro, a equipe da Baixada Santista visita o Corinthians, no sábado (3), às 19h (de Brasília), enquanto o time mineiro recebe a Chapecoense, no domingo (4), às 19h.

Daniel Vorley/AGIF
Rafael Marques foi titular pelo Cruzeiro contra o Santos na Vila Belmiro

Poucos chutes

O primeiro tempo foi muito fraco tecnicamente. O Cruzeiro tinha mais posse de bola, mas não conseguia criar. O Santos, por sua vez, tentava apostar nas jogadas rápidas de contra-ataque, mas encontrava poucos espaços. O primeiro chute a gol se deu apenas aos 30 minutos. Foi do Cruzeiro. No entanto, longe do gol. A melhor oportunidade aconteceu dois minutos depois, com Bruno Henrique, que arrancou pelo meio e só parou em ótima defesa de Fábio.

Tesoura

Aos seis minutos do segundo tempo, os jogadores do Cruzeiro pediram cartão vermelho para Copete, que havia entrado no lugar de Zeca e deu uma tesoura por trás em Arrascaeta. O árbitro só deu cartão amarelo. Três minutos depois foi a vez de os jogadores do Santos pedirem o vermelho para Léo, que entrou de sola em Copete. Novamente, o árbitro só mostrou o amarelo. Pouco depois, Arrascaeta teve que ser substituído por Thiago Neves.

O gol

A alteração do técnico Mano Menezes deu certo. O Cruzeiro criou duas chances claras de gol no segundo tempo com Thiago Neves. Na primeira, ele parou em grande defesa de Vanderlei. Na segunda, aos 37 minutos, ele recebeu passe de Ábila na área e mandou para as redes para definir o triunfo para o Cruzeiro.

Ale Cabral/AGIF
Thiago Neves comemora gol para o Cruzeiro contra o Santos

Desfalque

O Santos não pôde contar com uma das suas principais estrelas, o meia Lucas Lima, que sofreu uma lesão no músculo posterior da coxa direita no duelo contra o Coritiba, no último fim de semana. Por causa disso, inclusive, ele foi cortado da convocação da seleção brasileira para os amistosos de junho, na Austrália.

Na cabine

Expulso por reclamação na partida anterior do Campeonato Brasileiro, contra o Coritiba, o técnico Dorival Júnior assistiu ao jogo deste domingo de uma cabine da Vila Belmiro, ao lado de Elano, seu auxiliar. Lucas Silvestre, outro auxiliar de Dorival, é quem esteve à beira do campo no comando do time.

Ale Cabral/AGIF

Reencontro

A partida marcou o reencontro do atacante Bruno Henrique com o Cruzeiro, clube do qual ele nunca teve grandes oportunidades. O jogador chegou ao time mineiro em 2012 após se destacar em um campeonato de futebol amador. Depois, foi emprestado para equipes de menor expressão de Minas Gerais até chegar ao Wolfsburg, da Alemanha. Para contratá-lo, o Santos desembolsou 4 milhões de euros (cerca de R$ 14 milhões).

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 1 CRUZEIRO

Data: 28 de maio de 2017, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Público: 7.025
Renda: R$ 198.775,00
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadao (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva e Cristhian Passos Sorence (ambos de GO)

Cartões amarelos: Henrique, Léo, Hudson (Cruzeiro), Copete e Victor Ferraz (Santos)

Gol: Thiago Neves (Cruzeiro), aos 37 minutos do segundo tempo

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca (Copete); Thiago Maia, Renato (Kayke), Vitor Bueno, Vladimir Hernández (Jean Mota) e Bruno Henrique; Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior

Cruzeiro: Fabio; Lucas Romero, Dedé (Luis Caicedo), Léo e Diogo Barbosa; Henrique, Ariel Cabral e Hudson (Ábila); Arrascaeta (Thiago Neves) e Alisson; Rafael Marques. Técnico: Mano Menezes

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos