Corinthians atropela no 2º tempo e usa Jô para vencer Santos e virar líder

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

Depois de um primeiro tempo amarrado, o Corinthians mostrou porque é o "rei dos clássicos" em 2017. Com um desempenho avassalador na etapa final, o time de Fabio Carille atropelou o Santos na Arena, neste sábado, venceu por 2 a 0 e assumiu a liderança - Cruzeiro e Chapecoense se enfrentam neste domingo. O placar foi construído por Romero e Jô, que foi alçado a capitão e mais uma vez foi decisivo contra os rivais. 

Com o resultado, o Corinthians está na ponta do Campeonato Brasileiro com dez pontos. Já o Santos se manteve apenas com três pontos conquistados em quatro rodadas na competição, com Dorival Júnior sob pressão.

Na próxima jornada do Nacional, o Corinthians enfrenta o Vasco, na quarta-feira, fora de casa, para emendar em outro clássico no próximo fim de semana, desta vez com o São Paulo. Já o Santos enfrenta o Botafogo na quarta, no Pacaembu, e joga com o Atlético-PR, em Curitiba, no domingo (11). 

Jô vira capitão

Em alta com a comissão técnica, Jô começou a partida deste sábado como o capitão alvinegro. A confiança também tem origem na performance do atacante contra os rivais. Com este jogo, ele balançou as redes em todos os seis clássicos que disputou nesta temporada.

Assim não, Pablo

O Santos teve uma boa chance de abrir o placar aos 6 minutos do primeiro tempo. O time da Vila Belmiro fez a jogada pela direita e, após cruzamento na área, Pablo furou. A bola sobrou para Bruno Henrique, que não conseguiu fazer a finalização. 

Que beleza!

Vitor Bueno mostrou toda a sua habilidade. No meio de campo, o santista dominou a bola e aplicou um belo chapéu no corintiano Romero, que, desconcertado com a jogada, até caiu no chão. 

Vanderlei salva

Não fosse o goleiro santista, o Corinthians teria feito o seu com Rodriguinho aos 39 minutos. Victor Ferraz falhou, a bola sobrou para Rodriguinho, que na entrada da área, encheu o pé. O goleiro santista se esticou e fez a defesa para impedir o gol.

Dois gols do Corinthians anulados

A pressão do Corinthians no segundo tempo dava resultado e a torcida até chegou a comemorar um gol de Rodriguinho, mas a alegria durou pouco. Aos 10 minutos, após cobrança de escanteio, Pablo desviou de cabeça e a bola sobrou para o meia. Impedido, ele mandou para o gol e o árbitro anulou o tento.

Minutos depois, mais uma vez a torcida comemorou um gol que não valeu. Aos 16 minutos,  Pedro Henrique, de cabeça, mandou a bola para as redes. O árbitro Anderson Daronco chegou até a correr para o centro do campo, mas foi chamado pelo auxiliar que viu Romero, em posição de impedimento, atrapalhar o goleiro Vanderlei. Por isso, nova anulação.

 

Desta vez valeu! Romero faz o seu

O Corinthians manteve o domínio das ações e foi premiado com o gol. O lateral Fagner mandou o cruzamento para a área, o atacante Jô deu a assistência para o artilheiro Romero marcar o seu. 

Rei dos clássicos mantém a escrita

Jô não perdoa os arquirrivais nesta temporada. Em seis partidas, são seis gols. Desta vez, ele fez o seu com estilo. Jadson cruzou, Rodriguinho tocou e o artilheiro acertou um belo giro e mandou para o fundo das redes do Santos.

Olé e expulsão

No fim do jogo, a torcida do Corinthians ainda viu o time colocar o adversário na roda. Irritado, Bruno Henrique perdeu a cabeça e levou o cartão vermelho. O santista tocou a bola e deixou o cotovelo alto e acertou o Romero.

Sinalizador e correria

A torcida do Corinthians acendeu sinalizadores no finalzinho do jogo e o árbitro parou a partida. A polícia tentou conter os corintianos na arquibancadas e houve correria. Por isso também, a partida teve seis minutos de acréscimo no tempo regulamentar.

Melhor: Jô e Romero
Pior: Vladimir Hernández

Ficha Técnica

Corinthians x Santos

Campeonato Brasileiro - 4ª rodada

Local: Arena Corinthians, em São Paulo
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (todos do RS)
Cartões vermelho: Bruno Henrique (Santos)
Gols: Romero aos 24 minutos do 2º tempo; Jô aos 27 do 2º
Público e renda: 40.169 e R$ 2.110.601,50

Corinthians: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon (Camacho); Jadson (Clayson), Rodriguinho (Fellipe Bastos) e Romero; Jô. Treinador: Fábio Carille.

Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz (Yuri), Lucas Veríssimo e Copete; Renato, Thiago Maia e Vladimir Hernández (Rafael Longuine); Vitor Bueno, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira (Rodrigão). Treinador: Dorival Júnior. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos