"Estamos resgatando nosso estilo", analisa Cuca após empate com Atlético-MG

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

Cuca gostou do Palmeiras que viu neste domingo (4), no empate por 0 a 0 diante do Atlético-MG. O treinador afirmou que sua equipe começou a recuperar o estilo que gosta de ver em campo e que merecia a vitória. Não à toa, ele elegeu o goleiro Victor como o melhor em campo.

Para esse jogo, o Alviverde entrou em campo com uma escalação sem as presenças de Felipe Melo, Jean e Zé Roberto e dominou o adversário, que foi ter a primeira chance na metade final do 2º tempo. Machucado, Dudu também não jogou.

Willian perdeu um pênalti no fim do 1º tempo. Antes disso, Keno havia parado no travessão. Nos 45 minutos finais, Borja teve duas boas chances de gol e também parou na defesa adversária.

"Eu acho que o Palmeiras jogou muito bem. A primeira etapa comandou o jogo e foi infeliz no lance final. Perdemos uma penalidade máxima e esse tipo de lance dá a vantagem no placar joga o peso no adversário e você fica com mais opções de velocidade. Quando ele não acontece, lógico que você tem uma dificuldade em assimilar. É o segundo que a gente perde. Foi mérito do Victor. O goleiro foi bem na bola. Estamos resgatando o nosso estilo de jogo e hoje apareceu muito esse estilo. A atuação da equipe a gente não pode se queixar. Eles (Atlético-MG) foram dar o primeiro chute aos 29 minutos do 2º tempo. Aos 35 minutos, a gente perdeu a intensidade", analisou.

Cuca fez questão de destacar a dificuldade de enfrentar uma equipe como o Atlético-MG, que classificou como séria candidata ao título e voltou a mostrar confiança que o Palmeiras estará brigando pelo topo da tabela no fim do campeonato.

"O Atlético-MG é uma das melhores equipes, um dos melhores grupos, plantel muito bom. E vai ser postulante ao título assim como nós e mais uma meia dúzia de times que você sabe. Vocês viram o jogo e viram que a gente estava muito bem organizado em campo", completou.

Por fim, Cuca afirmou que Keno foi um dos seus melhores jogadores em campo e lamentou a substituição forçada por causa da fadiga muscular sentida pelo atacante que ocupou o lugar de Dudu.

"O Keno era a principal opção, uma pena que ele precisou sair. Hoje, a tarde era do Keno e infelizmente ele teve que sair porque teve câimbras. Ele é nosso titular agora e sabe jogar muito bem em algumas posições. Quando o jogador é bom a gente acha um lugar para ele".

O Palmeiras volta a treinar nesta segunda-feira (5) já de olho no Coritiba. O jogo no Couto Pereira está marcado para 19h30 da próxima quarta-feira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos