Como Michel foi de aposta a herdeiro da vaga de Walace no Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

    Michel perdeu quase quatro quilos e aproveitou baixas no time para virar titular

    Michel perdeu quase quatro quilos e aproveitou baixas no time para virar titular

Michel, 27 anos, chegou ao Grêmio como primeiro reforço para a temporada e com rótulo de aposta. Seis meses depois, o volante emprestado pelo Atlético-GO é titular e tomou conta da posição que era de Walace, vendido ao Hamburgo-ALE no fim de janeiro.

A jornada até aqui inclui perda de peso, dicas de Renato e uma dose de sorte. Campeão da Série B pelo Atlético-GO, Michel chegou a Porto Alegre como mera opção para o meio-campo. Depois da venda de Walace, Jaílson foi o primeiro testado na função e não deu retorno. A diretoria, então, passou a observar o mercado atrás de opções.

Michel seguiu rotina de trabalhos físicos à espera de oportunidade. Internamente ele era visto como substituto de Maicon, pelo estilo de jogo com bom toque de bola, mais técnico e sem tanta imposição. Na ausência do capitão, a necessidade bateu à porta.

Diante da oportunidade, Michel cresceu de rendimento e – assim como o time titular, fechou maio em alta. No conceito e nas estatísticas.

Segundo o Footstats, Michel é quem mais tem desarmes certos pelo Grêmio no Brasileirão: oito. É o segundo jogador de linha com maior número de lançamentos certos. Lidera o quesito virada de jogo e é o vice-líder na tabela de passes do Tricolor – somente atrás de Arthur (172 contra 140).

Michel encaixou bem no princípio do Grêmio quando da saída de bola. Renato investe em volantes à frente dos zagueiros, mas nunca usa a chamada 'saída com três', quando um jogador recua entre os zagueiros. A ideia também não é receber de costas para o resto do time. O expediente usado é o acionamento do volante com o corpo em diagonal.

A orientação casou bem com o jogo de Michel. Além da adaptação e das mudanças físicas, em Porto Alegre o jogador foi encorajado a arriscar lançamentos longos (como no primeiro gol diante do Botafogo, em 14 de maio). E a cuidar do peso.

"O Michel chegou com alguns defeitos. Uns 3 ou 4 kg acima do peso. Tratamos de emagrecer o Michel, corrigir ele em algumas coisas que cometia de errado no campo. Futebol ele tem. A evolução foi natural", disse Renato Gaúcho. "Ele vem se destacando, ajudando muito, e tem nos ajudado bastante, apesar de não falar muito. Mas ele é assim", comentou.

Com Michel afirmado, o Grêmio até relegou a busca por um novo volante a segundo plano. Tudo pela transformação de uma aposta em titular e dono da vaga.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos