Roger valoriza triunfo do Atlético sobre o Avaí: "mostra a força do grupo"

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

"Não fiquei satisfeito com a atuação de um modo geral, mas fiquei satisfeito pelo resultado. Quando não se vence atuando bem, o importante é vencer", disse o técnico do Atlético-MG, Roger Machado, após o triunfo por 1 a 0 sobre o Avaí.

Mesmo atuando em casa, o Atlético sofreu para bater o Avaí. Victor foi o melhor jogador atleticano, com pelo menos três grandes defesas. O treinador alvinegro não escondeu que a equipe atuou abaixo do que pode, mas ressaltou alguns pontos na primeira vitória do Galo neste Campeonato Brasileiro.

O principal deles, segundo Roger Machado, foi a força do elenco. O treinador destacou que a equipe não contou com vários titulares e muitos jogadores que pouco atuaram em 2017 tiveram de jogar contra o Avaí.

"Acabamos o jogo com o time bastante modificado. O Erazo não jogava há mais de cinco meses, desde o final do ano, pois estava tratando o joelho. O Rodrigão praticamente fez a estreia como profissional, no lugar do Gabriel, que sentiu um incomodo no intervalo. Teve também o Valdívia, que há muito tempo não jogava. Para mim, essa vitória mostra força do grupo. No momento que não tem todo mundo à disposição, temos de buscar alternativas no banco. E quem entrou nos ajudou, desde o começo ou entrando no decorrer do jogo".

Um dos motivos para explicar a atuação regular do Atlético pode ser a sequência de jogos. O segundo semestre nem começou e o Atlético já disputou 31 partidas em 2017. Certamente a maratona de partidas que o Galo enfrenta, por diversas competições, interferem no rendimento da equipe. Mas para Roger Machado, contra o Avaí, o time também errou mais do que o normal.

"A gente vem falando há bastante tempo do calendário. Mas hoje não sentimos apenas a maratona, sentimos também pelos jogadores que pouco atuaram no ano, casos do Valdívia e do Erazo. Treino é diferente de jogo. Acredito que foi muita tomada de decisão de forma equivocada, que trouxe o adversário para o nosso campo. Temos de saber sofrer o jogo. Não vamos ganhar todas goleando, mesmo jogando em casa. O Brasileirão é muito difícil", analisou o treinador atleticano, que também elogiou a equipe adversária.

"Esse time do Avaí é muito bem organizado pelo Claudinei. É um time com ideia clara de jogo".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos