Desfalcado, Corinthians pega Vasco como 1ª grande ameaça à invencibilidade

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Clayson, titular pela primeira vez, treina para jogo desta quarta com o Vasco

    Clayson, titular pela primeira vez, treina para jogo desta quarta com o Vasco

79 dias. Ou, se preferir, 17 partidas.

É preciso voltar muito no tempo para achar a última derrota do Corinthians de Fábio Carille, que atravessou o período e foi campeão do Paulista, estreou bem na Copa Sul-Americana e até foi eliminado na Copa do Brasil, sempre sem perder. Já neste Campeonato Brasileiro, o jogo contra o Vasco desta quarta-feira se apresenta como o maior desafio à invencibilidade do time menos derrotado do país em 2017. 

Em São Januário, onde o Vasco somou duas vitórias em dois jogos pela Série A, essa consistência do Corinthians de Carille será colocada à prova. Mas as dificuldades vão além da força do mandante na partida marcada para as 21h50 (de Brasília).

Será apenas a terceira vez, nesse período de 17 jogos, que Carille terá tantos desfalques para montar o time considerado ideal. Se não bastasse a lesão de Balbuena, há baixas em todos os setores: Fagner na lateral direita, Rodriguinho no meio e ainda Romero no ataque, todos servindo suas seleções. Nas outras ocasiões em que atuou sem quatro titulares, o Corinthians venceu o Linense (3 a 1) e empatou com Red Bull (1 a 1).

Pedro Henrique é reposição que tem mostrado segurança na zaga, mas o Corinthians precisará improvisar na direita. Léo Príncipe e Mantuan, os reservas da lateral, estão machucados. É o volante Paulo Roberto quem entra na vaga. Em 45 minutos nessa posição diante da Universidad do Chile, ele mostrou dificuldades por não estar tão habituado à função.

No meio-campo, quem fica com a posição de Rodriguinho é Marquinhos Gabriel, que com problemas físicos em um passado recente não tem tanto ritmo - ele iniciará um jogo pela terceira vez em 2017. Carille resolveu fazer uma inversão: Marquinhos joga pela direita, o que dá maior recomposição no setor, e Jadson sai do lado do campo para atuar centralizado desta vez. 

Já na vaga de Romero, o Corinthians apostará no entusiasmo de um estreante. Clayson, que até então só tem 33 minutos na soma dos jogos contra Atlético-GO e Santos, se destacou nos treinamentos e já será titular. "Eu ajudo tanto quanto o Romero. Não vou deixar de voltar lá atrás de maneira nenhuma e espero produzir muito ofensivamente. No sistema tático do time não vai mudar nada", prometeu o ex-jogador da Ponte Preta.

Com todas essas mudanças, o Corinthians espera pontuar em São Januário, quem sabe vencer, mas principalmente não voltar a sentir o sabor de uma derrota. O último revés, curiosamente ainda com os já negociados Guilherme e Marlone em campo, foi diante da Ferroviária em 19 de março, por 1 a 0. 

FICHA TÉCNICA

VASCO x CORINTHIANS

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Auxiliares: Fábio Rodrigo Rubinho e Marcelo Grando (ambos MT)

VASCO
Martín Silva; Gilberto, Breno, Paulão e Henrique; Douglas Luiz e Jean; Yago Pikachu, Mateus Pet e Kelvin; Luís Fabiano. Treinador: Milton Mendes. 

CORINTHIANS
Cássio; Paulo Roberto, Pedro Henrique, Pablo e Arana; Gabriel e Maycon; Marquinhos Gabriel, Jadson e Clayson; Jô. Treinador: Fábio Carille. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos