Com Doriva de olho, Atlético-GO bate a Ponte e vence a 1ª no Brasileiro

Do UOL, em Santos (SP)

Contratado para a vaga de Marcelo Cabo, que pediu demissão na última segunda (5), o técnico Doriva assistiu das tribunas do estádio Olímpico (GO), na noite desta quinta-feira (8), a primeira vitória do Atlético-GO na Série A do Brasileiro após cinco rodadas. Foi por 3 a 0, com dois de Everaldo e um de Luiz Fernando, sobre a Ponte Preta, que vinha em ascensão após superar o São Paulo.

São os primeiros três pontos do Atlético-GO, que apesar da vitória, continua na zona de rebaixamento, na 18ª colocação. Já a Ponte Preta - que chega a sete jogos sem vitória como visitante - estaciona nos sete pontos e cai para o sétimo lugar, deixando a zona da pré-Libertadores.

O Atlético-GO busca a segunda vitória na competição no próximo domingo (11), quando visita o Cruzeiro no Mineirão, às 18h30. A Ponte Preta entra em campo no mesmo dia, mas um pouco mais cedo (16h), contra a Chapecoense, no Moisés Lucarelli.

O melhor: Everaldo

Divulgação/Twitter
Apareceu bastante na frente e decidiu o jogo com dois gols – ainda participou do terceiro.

O pior: Marllon

Falhou (junto com Rodrigo) no primeiro gol do Atlético-GO e cometeu um pênalti bobo que originou o segundo dos donos da casa.

Sem Walter, Atlético-GO acaba com jejum de gols

MARCOS SOUZA/NASCIMENTOSOUZAPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Mesmo sendo o autor do único gol do Atlético-GO até esta partida, Walter, que continua lutando contra a balança, foi barrado do time e iniciou o jogo no banco de reservas - entrou só no fim do segundo tempo, com o placar já em 3 a 0. Coincidência ou não, deu certo. Se tinha feito apenas um gol em quatro partidas, o Atlético-GO já fez dois logo em 45 minutos, com Everaldo. O primeiro de cabeça, após escanteio, e o segundo de pênalti.

Lance polêmico antes do gol do Atlético-GO

Aos 17min, o Atlético-GO reclamou de pênalti em um lance bastante polêmico – e curioso. Em cobrança de escanteio, Fábio Braga cometeu falta dentro da área em um jogador do Atlético-GO. O juiz parou o lance e mostrou cartão amarelo ao atleta da Ponte Preta, mas não marcou a penalidade, cobrada pelos anfitriões. Segundo ele, a falta aconteceu antes da cobrança do escanteio.

Aranha salva enquanto pode...

De contrato renovado até o fim de 2019, O goleiro Aranha vinha sendo o principal destaque do primeiro tempo, salvando um gol cara a cara (em finalização de Andrigo) e fazendo outra boa defesa com a ponta dos dedos. Porém, não teve o que fazer na firme cabeçada e no pênalti bem cobrado por Everaldo.

Gol polêmico de talismã define a partida

Luiz Fernando entrou em campo aos 31min do segundo tempo. Aos 32, em seu primeiro lance, definiu a vitória do Atlético-GO com um gol polêmico. Após cruzamento e cabeçada de Everaldo, o meia, em posição duvidosa, recebeu na pequena área e mandou para as redes.

ATLÉTICO-GO 3 X 0 PONTE PRETA

Local: Estádio Olímpico, em Goiânia (GO)
Data: 08/06/2017 (quinta-feira)
Árbitro: Pericles Bassols (PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)
Cartões amarelos: Igor (Atlético-GO); Fábio Braga, Marllon (Ponte Preta)
Cartão vermelho: Elton (Ponte Preta)
Gols: Everaldo, aos 37 e 44min do primeiro tempo; Luiz Fernando, aos 32min do segundo tempo

ATLÉTICO-GO
Felipe Garcia; André Castro, Eduardo Gabriel, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Marcão Silva, Igor, Jorginho e Andrigo (Luiz Fernando; Breno Lopes (Júnior Viçosa) e Everaldo (Walter).
Técnico: João Paulo Sanches (auxiliar)

PONTE PRETA
Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Rodrigo e João Lucas; Fábio Braga (Renato Cajá), Elton, Wendel (Emerson Sheik) e Léo Artur; Lins (Yuri) e Lucca
Técnico: Gilson Kleina

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos