Barrios e Léo Moura se lesionam e viram problema para boa fase do Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

Léo Moura e Lucas Barrios deixaram a partida entre Grêmio e Chapecoense, que terminou 6 a 3 para os gaúchos, antes do fim. A dupla sentiu problemas musculares e tem previsão de afastamento por algum tempo. O período exato só será determinado após exames de imagem em Porto Alegre.

"Puxou no movimento. Amanhã famos fazer exames para saber o que de fato aconteceu. Está doendo e muscular é sempre difícil. Acredito que deva ficar de fora alguns jogos", disse o lateral Léo Moura, que havia conquistado a titularidade exatamente por conta de uma lesão de Edílson.

O médico do Grêmio, Matheus Falcão, não definiu prazos mas seguiu o tom pessimista.

"O tratamento começou imediatamente a saída deles do jogo. Avaliamos no vestiário, reavaliaremos em Porto Alerge e vamos ver o que aconteceu. É um quadro muscular. No Barrios, no posterior da coxa, no Léo Moura, no adutor, também na coxa", disse.

Pela experiência trazida de quando era atleta, Renato Gaúcho prevê o pior. O treinador já se prepara para um período além do esperado sem estes dois jogadores.

"Tiramos jogadores do departamento médico, mas hoje perdemos dois. Não sou médico, mas vamos perder eles por um bom tempo. Pela experiência que eu tenho... É futebol. E ainda tem gente que critica quando se põe uma outra equipe para jogar. Só entende quem conhece futebol", alfinetou o técnico.

Após a realização de exames, o período correto de parada será divulgado pela assessoria de imprensa do Grêmio. No ataque, a alterantiva que se apresenta é Everton. Contra a Chape, o 'Cebolinha' entrou e marcou três gols. Já na lateral direita, Edílson assume o posto que era seu até se lesionar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos