Grohe não vê falha, reclama falta e pede auxílio de câmeras em gol polêmico

Do UOL, em Porto Alegre

O goleiro do Grêmio levou um gol polêmico. Ao defender uma conclusão de cabeça de Luiz Antonio, caiu com a bola em suas mãos em direção ao gol. Em seguida, um carrinho de Wellington Paulista empurra a bola um pouco mais adiante. Segundo o árbitro do jogo, a bola passou da linha. Gol marcado. Depois do jogo, ele reclamou e não viu falha sua.

"Eu vi no vídeo. Eu pego a bola, a sensação que eu tive, e fui cobrar o juiz, é porque vejo que estou em cima da linha. Depois um jogador da Chapecoense vem e dá o carrinho, e a bola está na minha mão, e aí sim, a bola entra. Não sei se foi gol, não foi, no meu ponto de vista achei que a bola não tinha entrado. Depois do carrinho sim, mas enfim, para mim aí é falta", disse.

O lance gerou muita reclamação. Grohe e os jogadores do Grêmio cercaram o árbitro do jogo, que atendendo ajuda do assistente confirmou o gol.

"A bola não entra e não vou dizer se foi falha ou não. No meu ponto de vista eu defendi a bola. Ela entrou quando o jogador dá o carrinho e para mim isso é falta. Não sei se foi falha, deixo para vocês analisarem. Se foi, ok, se não foi, tranquilo", disse Grohe.

O lance revive o pensamento sobre a utilidade do auxílio de câmeras ao árbitro do jogo.

"Eu acho que está mais do que na hora. É um lance que pode mudar a história de um jogo. Eu acabei de ver o vídeo. E acho que vocês (jornalistas) podem ver também, a câmera que fica bem atrás em cima, ela pega o lance e eu estava com a bola em cima da linha, vem um jogador e dá um carrinho. No meu ponto de vista foi falta. Agora, tem o pessoal da arbitragem que pode avaliar melhor. O importante foi a vitória. Bola para frente", finalizou Marcelo.

O Grêmio é vice-líder do Brasileiro e encara o Bahia na próxima segunda-feira, em Porto Alegre.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos