São Paulo sofre, quase cede empate, mas marca no fim e bate o Vitória

Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

O São Paulo sofreu contra uma defesa bem postada e grandes defesas de Fernando Miguel, mas furou o bloqueio do Vitória e venceu por 2 a 0 no Morumbi, nesta quinta-feira. A partida marcou a estreia do atacante Maicosuel, mas foi Thomaz, que entrou em seu lugar, que marcou o gol que abriu caminho para a vitória. O time paulista levou pressão, quase cedeu o empate, mas Pratto, já nos acréscimos, marcou e garantiu os três pontos no Brasileiro.

O resultado da um pouco de tranquilidade ao time comandado por Rogério Ceni para o clássico do final de semana, diante do Corinthians. Com nove pontos, o São Paulo fica próximo do G4 e alivia a derrota para a Ponte Preta no último domingo.

O Vitória, por sua vez, segue tendo um começo de Brasileiro infernal. Com apenas um ponto, o time baiano ocupa, de forma isolada, a lanterna do campeonato.

Quem foi bem: Fernando Miguel, do Vitória, Pratto e Thomaz, do São Paulo

O goleirão do Vitória teve uma grande atuação, parando e frustrando o ataque são-paulino em vários momentos: chute de Maicon, chute de Pratto, cabeçada de Maicosuel. Não fosse a presença de Fernando Miguel, o São Paulo poderia ter ido para o vestiário já no intervalo com o jogo decidido. Na segunda etapa, nada pôde fazer no lance dos gols. Já pelo lado são-paulino, a dupla Pratto e Thomaz brilhou: um gol e uma assistência cada um, em lances decisivos na segunda etapa.

Quem foi mal: Neilton, do Vitória, e Lucão, do São Paulo

Não houve lei do ex no Morumbi: o atacante teve atuação apagada e acabou substituido no segundo tempo. Já sem Neilton, o Vitória cresceu e assustou o São Paulo nos minutos finais. O zagueiro Lucão, que havia feito uma partida segura até ali, se desconcentrou na segunda etapa, em um momento chave da partida, e por pouco não ajudou o Vitória a empatar.

Água mole em pedra dura

Quem mais pagou o preço pela boa atuação do goleiro do Vitória foi Lucas Pratto. Raçudo como sempre, o atacante brigou, apareceu e tentou de todos os jeitos: pé direito, pé esquerdo, cabeça. Cada vez que a bola parecia estar a caminho das redes, aparecia Fernando Miguel, e restava ao centroavante se lamentar, e compensar a frustração com uma assistêcia para Thomaz. A redenção veio já nos acréscimos da segunda etapa, quando o artilheiro encheu o pé e garantiu a vitória do São Paulo.

Estreia boa, quase ótima

Maicosuel se apresentou bem na estreia pelo São Paulo, se movimentando pela esquerda e aparecendo bastante como opção nas jogadas de ataque. No primeiro tempo, por pouco não deu um passo enorme para conquistar a torcida são-paulina: subiu no terceiro andar para cabecear, mas parou também em Fernando Miguel. Saiu no intervalo, para a entrada de Thomaz.

Chuveirada x deserto

Apesar de criar várias oportunidades, o São Paulo voltou a usar e abusar de bolas levantadas na área. Algumas renderam boas chances, mas em várias delas Lucas Pratto ficou a ver navios. Enquanto isso, o Vitória foi praticamente nulo na parte ofensiva, apostando em contragolpes esporádicos e bola parada - no finalzinho, no desespero, finalmente conseguiu assustar o São Paulo e quase empatou.

Torcedor ilustre

O São Paulo recebeu a visita de um torcedor ilustre no Morumbi: Lucas, do PSG, assistiu à partida, deu autógrafos e tirou foto com torcedores. O atacante passa férias no Brasil depois do término da temporada europeia.

Entrou para resolver

Maicosuel quase deixou sua marca, mas saiu no intervalo, cansado. Foi seu substituto quem acabou balançando as redes: Thomaz recebeu de Pratto e bateu rasteiro, da entrada da área, para vencer Fernando Miguel e abrir caminho para a vitória.

Pressão e show de Renan Ribeiro

Atrás no placar, o Vitória finalmente se soltou e foi ao ataque. Foi a vez de Renan Ribeiro mostrar que o São Paulo também tem goleiro: em um só lance, fez duas defesaças à queima roupa e evitou o que seria o empate certo do Vitória. Em seguida, Todinho chegou a balançar as redes, mas a arbitragem anulou devido a um toque de mão de Kieza.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO x VITÓRIA-BA 

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 8 de junho de 2017, quinta-feira
Horário: 19h30 (Brasília)
Árbitro: Rafael Traci – PR (CBF)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Luciano Roggenbaum, ambos PR (CBF)
Cartão amarelo: Bruno (São Paulo), Wllian Farias (Vitória)
Gols: Thomaz, 18', 2o T (1-0), Pratto, 471, 2oT (2-0)
 

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Lucão, Militão e Maicon; Bruno, Jucilei, Cícero (João Schmidt) e Júnior Tavares; Maicosuel (Thomaz), Marcinho (Wellington Nem) e Pratto
Técnico: Rogério Ceni

VITÓRIA-BA: Fernando Miguel; Patric, Alan Costa, Fred e Thallyson; Willian Farias, Uillian Correia (Cleiton Xavier) e Gabriel Xavier (Todinho); Neilton (Paulinho), David e Kieza
Técnico: Alexandre Gallo

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos