Jair reclama de carências, mas manda recado: "Vitória em casa é obrigação"

Do UOL, no Rio de Janeiro

Jair Ventura está fazendo grande trabalho no Botafogo. Desde a temporada passada, administra elenco não tão recheado e consegue bons resultados. Mas o excesso de lesões em 2017 tem atrapalhado o time, que é preciso usar jovens da base em demasia. Mesmo assim, o treinador queria a vitória neste domingo, contra o Coritiba, no Nilton Santos [Engenhão] e não ficou satisfeito com empate por 2 a 2.

"Vitória em casa é obrigação. Mais uma vez paramos no final. A gente criou, lutou, teve uma chance clara com o Montillo... Mas não fizemos. O Coritiba é uma equipe muito difícil e tem jogadores leves para o fim da partida", lamentou Jair Ventura.

Sobre o fato de estar sendo obrigado a usar meninos da base em demasia, Jair não poupou as palavras e mandou uma indireta para a diretoria.

"Eu tinha 11 meninos relacionados. Se eu tivesse o Alecsandro o colocaria, mas ele joga com a camisa do Coritiba. Roger é o nosso único atacante e resolvi preservá-lo. Ele corre, cansa e optei por isso. Não posso ficar 90 minutos sem fazer uma negociação. Enquanto não tivermos nossos jogadores mais experientes em condições, vou colocar os meninos", afirmou o técnico do Botafogo.

"Estamos chegando na parte mais importantes com menos jogadores. No momento mais decisivo estamos com menos jogadores. Eu tinha Sassá e Joel e hoje só tenho o Roger. Eu sei quem vai pagar essa conta, sou eu. Quando aceitei o desafio eu sabia. Vamos ver até aonde a gente consegue", completou o treinador.

Com o resultado, o Botafogo chega aos 8 pontos e se mantém na 9ª colocação. O Alvinegro volta a campo na quarta-feira, quando medirá força com o Vitória, no Barradão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos