CBF classifica ato de árbitro de Avaí x Flamengo como "decisão didática"

Do UOL, em São Paulo

A CBF divulgou nesta terça-feira (13) a lista de lances comentados da 6ª rodada do Campeonato Brasileiro. O lance mais polêmico do final de semana, que aconteceu na partida entre Avaí e Flamengo, foi definido como "decisão didática" pela entidade. 

No lance, o árbitro Paulo Henrique Schleich Vollkopf marca pênalti Everton em Diego Tavares. A partida é paralisada por dois minutos e 20 segundos, momento em que o juiz consulta os assistentes e volta atrás da decisão inicial "desmarcando" a penalidade e gerando revolta dos jogadores da equipe de Santa Catarina. 

A CBF tem comentado alguns lances de arbitragem das rodadas do Campeonato Brasileiro colocando sempre a classificação de "decisão acertada" ou "decisão equivocada". 

O lance gerou mais polêmica ainda por uma fala do narrador Luis Roberto na transmissão da Rede Globo. Telespectadores entenderam que o narrador havia falado "vai consultar a gente"? no momento em que o árbitro paralisa a partida. A confusão foi tão grande que Luis Roberto precisou se explicar. 

A Confederação Brasileira de Futebol descreve o lance citando os assistentes: "Jogador atacante e jogador defensor disputam a bola em velocidade, a busca por espaço faz com que os jogadores entrelacem os braços e na sequência o jogador atacante projeta-se ao solo dentro da área penal adversária. Árbitro sinaliza tiro penal e aplica cartão amarelo. Após consulta ao Árbitro Assistente Adicional 2 e Árbitro Assistente 2, cancela sua decisão e reinicia o jogo com bola ao chão", descreve a entidade sem citar a transmissão da Globo.

Para a CBF, a decisão de não marcar nada foi a forma de aplicar a regra corretamente. "O entrelaçar dos braços entre os jogadores atacante e defensor não caracteriza o ato de segurar. Desta forma, disputa normal por espaço - nada a marcar, segue o jogo", disse. 


Pênalti em Corinthians x São Paulo 

O pênalti assinalado de Douglas e Jô no jogo entre Corinthians e São Paulo também foi considerado uma "decisão didática". "Se o jogador impede uma clara oportunidade de gol dentro de sua área penal, não deverá ser punido com cartão vermelho se a falta for cometida tentando jogar a bola. Neste caso, o cartão amarelo deve ser aplicado", fala a CBF sobre o lance.

Pênalti não marcado contra o Santos

O jogo entre Atlético-PR e Santos teve um pênalti não marcado contra o Santos, de acordo com a CBF. A entidade aponta que o zagueiro Lucas Veríssimo colocou a mão na bola em disputa na área e, portanto, a penalidade para o time paranaense deveria ter sido assinalada. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos