Palmeiras espera pressão do Santos e quer 'saber sofrer' na Vila Belmiro

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Fernando Prass quer que o Palmeiras saiba sofrer na Vila Belmiro

    Fernando Prass quer que o Palmeiras saiba sofrer na Vila Belmiro

O Palmeiras vai à Vila Belmiro nesta quarta-feira, quando enfrentará o Santos, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, com o objetivo de 'não sofrer'. Entretanto, ciente da postura do arquirrival na Baixada Santista, a equipe se considera madura o suficiente para suportar a esperada pressão do adversário, que contará com o retorno do meia Lucas Lima. Pelo menos esta é a visão de Fernando Prass.

Entrevistado da tarde no último dia de preparação palmeirense – Cuca fechou a maior parte do treino e manteve o mistério na escalação da equipe para o clássico -, o experiente goleiro quer que o Palmeiras saiba 'sofrer' a partir das 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira.

"Nossa ideia é de não sofrer; é ruim jogar assim, dá uma possibilidade muito grande ao adversário. Mas, claro, terão momentos da partida que este componente será importante também", destacou o goleiro, que se apega a momentos do último embate entre os times para valorizar a maturidade do time.

"Sabemos que o Santos tem uma postura muito ofensiva na Vila Belmiro. No jogo passado, eles criaram muito, mas a gente também. Eles foram criativos, mas nós também. Nós mais no primeiro tempo, embora os gols tenham saído no segundo, e o Santos no segundo. Qualquer um poderia vencer", analisou.

No primeiro encontro dos dois clubes em 2017, durante a primeira fase do Campeonato Paulista, o Palmeiras criou chances e chegou à vitória com dois gols anotados no fim - Jean e Willian balançaram as redes. O Santos, neste ano, perdeu todos os clássicos que disputou (quatro derrotas).

A ideia de Cuca é utilizar o clássico na Vila Belmiro para embalar o Palmeiras no Campeonato Brasileiro. As oscilações têm incomodado o elenco, assim como a distância para a liderança – são nove pontos de desvantagem em relação ao Corinthians após seis jogos.

"A gente começou fora de casa com aproveitamento muito ruim; não vencemos, e isso é importantíssimo para quem quer ser campeão. (...) A gente conseguiu ter um aproveitamento fora muito bom no ano passado; tivemos muitas vitórias fora de casa, mas ainda é sétima rodada. É um começo de trabalho, a nossa preocupação é não deixar e ficar longe dos primeiros colocados", disse Prass.

"Quanto mais a distância aumenta, mais difícil fica de tirar. O que preocupa é que tivemos troca de comando e temos que chegar a um nível maior; falam daquele time do ano passado, quando crescemos do meio do ano para o fim. Tenho certeza que evoluiremos", destacou.

O Palmeiras viaja à Baixada Santista depois da vitória do último final de semana sobre o Fluminense (3 a 1). Depois de seis jogos pela Série A, a equipe somou sete pontos; nenhum destes fora do Allianz Parque, onde acumula dois triunfos (Vasco e Fluminense) e um empate (Atlético-MG).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos