Santos terá volta de Lucas Lima e Kayke como titular no clássico

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Marcello zambrana/Agência Estado

    Camisa 10 está recupera de estiramento muscular na coxa e reforça o Santos

    Camisa 10 está recupera de estiramento muscular na coxa e reforça o Santos

O técnico Levir Culpi já recebeu uma boa notícia em seu primeiro dia de trabalho no Santos. O treinador contará com o retorno do meia Lucas Lima, recuperado de estiramento muscular na coxa direita e retornar ao time no clássico contra o Palmeiras, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro.

Com o retorno de Lucas Lima, o novo técnico do Santos tem apenas uma dúvida para escalar o time: Vitor Bueno ou Copete. O primeiro era titular absoluto com Dorival Júnior, mas o colombiano atuou bem sob o comando do técnico interino Elano na vitória por 2 a 0 contra o Atlético-PR e pode ser mantido na equipe titular.

Outro jogador que se destacou na vitória em Curitiba e será mantido é Kayke. O centroavante, que marcou os dois gols da vitória santista, permanece no time na vaga de Ricardo Oliveira, que ainda se recupera de entorse no tornozelo esquerdo.

Kayke está feliz pela sequência de titular – será a terceira partida seguida – mas ele prefere manter o discurso político ao falar sobre a disputa com o titular e capitão do time, Ricardo Oliveira.

"Não sou eu quem tem que decidir. Vim para desempenhar meu melhor. Em 2015 tive situação parecida no Flamengo. 26 gols e reserva do Guerrero. Tive minhas oportunidades, joguei quando foi possível, fiz os meus gols. Rola a comparação às vezes, se podem jogar juntos ou não. O importante é fazer o meu papel. Não vinha jogando tanto quanto eu esperava, seis jogos como titular e estou na metade do ano. Acho um número baixo para aquilo que eu procuro e espero. Quero sempre estar em campo, mas a gente respeita. Procuro fazer o meu melhor", afirmou Kayke.

"Assim como todos os jogadores, eu procuro espaço. O que eu quis dizer do Ricardo [Oliveira], é que é um exemplo para todos. Nosso capitão é referência. Ele dispensa meus comentários, fala por si só. Os gols são detalhes levados em consideração, temos que levar em consideração a performance. Sei do que estou falando, sou da posição, nem sempre a bola vai entrar. A competitividade é super válida. Acho de suma importância ter isso, independentemente de quem saia ou entra. O elenco do Santos está fora dessas vaidades. Não estamos muito preocupados com quem vai entrar ou sair, isso faz com que nosso dia a dia seja favorável. Quem for escolhido, vai representar bem a camisa do Santos", completou.

Levir ainda não pôde contar com Victor Ferraz, gripado, e Bruno Henrique, com cansaço muscular, no treino desta terça-feira, no CT Rei Pelé. No entanto, os dois não devem ser problemas para o clássico. 

Sendo assim, o Santos deve entrar em campo com a seguinte escalação: Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz, Jean Mota; Renato, Thiago Maia, Lucas Lima; Copete [Vitor Bueno], Kayke e Bruno Henrique.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos