Kayke agradece Vanderlei e se esquiva de polêmica: "Juiz que tem de dizer"

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

O atacante Kayke se esquivou sobre o gol polêmico que garantiu a vitória do Santos no clássico contra o Palmeiras por 1 a 0, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, em jogo válido pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Os palmeirenses deixaram o campo reclamando da arbitragem. Eles alegam que o centroavante santista empurrou o zagueiro Edu Dracena no gol.

Kayke, por sua vez, fugiu da polêmica ao ser questionado sobre uma possível falta em Edu Dracena.

"O juiz que tem de dizer (se foi falta). Eu procurei o meu espaço (no lance do gol). Quando eu vi, ele (Dracena) estava no chão", afirmou Kayke.

O camisa 11 do Santos ainda dedicou a vitória ao goleiro Vanderlei. Para ele, o camisa 1 foi o verdadeiro herói do time no clássico.

"O Vanderlei salvou a gente mais uma vez. É uma vitória do grupo inteiro. Não adianta eu fazer gol e a gente tomar gol lá atrás. Saímos vitoriosos pois merecemos", disse.

Kayke ainda foi importante para acalmar os nervos dos bancos de reservas de Palmeiras e Santos. Segundo ele, Cuca estava nervoso com a vitória santista e, por isso, ele teve apartar o início de uma briga entre atletas e integrantes da comissão técnica dos clubes.

"O Cuca ficou um pouco nervoso com a nossa comissão, mas a gente amenizou. Faz parte do jogo. Futebol tem que brigar dentro de campo, mas fora temos que amenizar, como eu fiz", explicou.

O artilheiro santista também fugiu sobre o assunto titularidade. Kayke marcou três gols em dois jogos, mas só atuou porque Ricardo Oliveira está lesionado. No entanto, há quem diga no clube que ele dificilmente perderá a posição no time titular.

"Não digo a titularidade, estou aqui para ajudar. Tive as minhas oportunidades e aproveitei", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos