Apagão, protesto e tiro de borracha: SJ tem mais um dia de problemas

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Bruno Braz / UOL Esporte

    Pancadaria toma conta de São Januário após protesto contra Eurico

    Pancadaria toma conta de São Januário após protesto contra Eurico

Mal deu tempo de o jogo começar e São Januário já viveu mais um dia de muitos problemas neste sábado. Aos 13 minutos do primeiro tempo da partida entre Vasco e Avaí, o estádio teve uma queda de energia. Às escuras, torcedores passaram a gritar xingamentos contra o presidente Eurico Miranda. Como já havia acontecido no jogo contra o Corinthians, uma briga generalizada tomou conta da arquibancada logo na sequência.

Desta vez, a Polícia Militar precisou usar tiros de bala de borracha para apartar a confusão. Alguns instrumentos de percussão foram destruídos pelos policiais.

De sua sala, Eurico observava tudo tranquilamente fumando seu tradicional charuto. Deu tempo, inclusive, para receber visitas e tirar fotos.

Para esta partida, a "Guerreiros do Almirante", uma das organizadas mais importantes do clube, não compareceu. Na sexta, ela emitiu uma nota oficial justificando a ausência a supostas ameaças e coações por parte dos seguranças do Vasco.

Aos poucos os refletores foram voltando em São Januário e o time cruzmaltino derrotou o Avaí, por 1 a 0, com gol de Yago Pikachu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos