Como Lucas Romero ganhou confiança de Mano e mudou futuro no Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Cruzeiro/Light Press

    Lucas Romero, volante do Cruzeiro, em ação na partida contra o São Paulo

    Lucas Romero, volante do Cruzeiro, em ação na partida contra o São Paulo

Lucas Romero foi titular do Cruzeiro nas últimas três partidas do Campeonato Brasileiro - os duelos com Bahia, Atlético-GO e Corinthians. Contudo, o volante nem sempre gozou deste prestígio na Toca da Raposa II.

Até o início de junho, o argentino era considerado uma peça substituível pela comissão técnica. Improvisado na lateral direita em algumas ocasiões, chegou a ser oferecido para clubes do futebol espanhol.

Representante do meio-campista gringo, Alberto Stagliano tentou levá-lo para a Europa. O problema é que os clubes locais não avançaram nas negociações e não agradaram à Raposa com as ofertas apresentadas.

Com o fracasso na tentativa de ir para o Velho Continente, Lucas Romero teve que mostrar bom futebol para alcançar a vaga na equipe comandada por Mano Menezes.

Os jogos como lateral direito - contra São Paulo, Sport, Santos e Chapecoense - foram suficientes para convencer a comissão técnica que o estrangeiro poderia assumir a condição de titular do time mineiro.

Não é à toa que, nas derrotas para Bahia e Corinthians e no triunfo sobre o Atlético-GO, entre a quinta e a sétima rodadas do Brasileirão, ele largou o posto de quinta opção no setor, superou nomes como Hudson e Lucas Silva, tornando-se titular absoluto ao lado de Henrique e Ariel Cabral.

Nesta segunda-feira (19), às 20h (de Brasília), o argentino deve permanecer como titular da Raposa diante do Grêmio, pela sétima rodada do torneio nacional.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos