Santos quer vencer a Ponte Preta para evitar novos "fantasmas" na temporada

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Ponte Preta eliminou o Santos nas quartas de final do Paulista e iniciou crise na Vila

    Ponte Preta eliminou o Santos nas quartas de final do Paulista e iniciou crise na Vila

O Santos enfrenta neste sábado, às 21h (de Brasília), no estádio do Pacaembu, pela oitava rodada do Brasileiro, o algoz que iniciou a fase turbulenta vivida pelo clube nesta temporada. A partida que marca o reencontro com a Ponte Preta 70 dias após a eliminação do Campeonato Paulista agora coloca em jogo a aparição de novos "fantasmas" na equipe dirigida pelo técnico Levir Culpi.

Embalado por três vitórias consecutivas na competição – diante de Botafogo, Atlético-PR e Palmeiras –, a preocupação dos santistas é não ver o rival frear, mais uma vez, uma sequência positiva na temporada.

"As três vitórias que conseguimos foram muito boas para sair daquela posição incômoda. Vínhamos de duas derrotas, fomos cobrados, teve a saída do Dorival. O grupo não merecia pela qualidade que tem", disse o zagueiro David Braz.

Crise após eliminação no Paulista

Antes do último confronto entre os adversários, o Santos então dirigido por Dorival Júnior era questionado pelas apresentações pouco consistentes e até o risco de não-classificação no Estadual. Contudo, a equipe engatou uma sequência de vitórias e se classificou. A ascensão só foi freada pela Ponte, que saiu vitoriosa do duelo pelas quartas de final.

A queda precoce, após oito finais consecutivas na competição, complicou a vida do antigo treinador. Dorival estreou pressionado na Copa Libertadores da América, sob risco de demissão, e passou a viver grande instabilidade no cargo.

"O que ficou para trás já é passado. Uma situação que aconteceu, mas nós sabemos lidar com isso. É um outro jogo, outra situação. Vai difícil novamente. É uma equipe perigosa, apesar de vir de derrota. Temos que descansar bastante para que possamos superar a dificuldade e sair com a vitória", explicou o defensor.

Levir não corre o risco de queda precoce. O treinador estreou com vitória no clássico contra o Palmeiras, na última quarta-feira, mas pode contra o mesmo rival perder o embalo que já colocou o Santos na quinta colocação da competição, próximo aos líderes.

A equipe ainda tem um jogo considerado difícil na sequência diante do Vitória, em Salvador, na próxima quarta-feira.

Tabus positivos para o Santos

A favor dos santistas pesa o palco do confronto. No Pacaembu, são 20 vitórias consecutivas, a última delas contra o Botafogo, já nos minutos finais da partida. A equipe segue sem contar com o lateral esquerdo Zeca e o atacante Ricardo Oliveira, em recuperação de lesões.

A Ponte Preta também tem problemas. O técnico Gilson Kleina não terá à disposição o lateral direito Nino Paraíba e o atacante Negueba. O primeiro cumpre suspensão, enquanto o segundo se recupera de uma entorse no tornozelo esquerdo. O atacante Emerson Sheik é dúvida devido a um desconforto muscular.

A equipe campineira não vence fora de casa pela competição nacional desde 30 de junho do último ano, quando fez 3 a 0 no Santa Cruz, em Recife. Desde então, são 16 partidas de jejum.

FICHA TÉCNICA
SANTOS X PONTE PRETA

Data: 17 de junho de 2017, sábado
Horário: 21h (de Brasília)
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)
Auxiliares: Marcio Eustaquio Santiago e Celso Luiz da Silva (ambos de MG)

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Copete, Bruno Henrique e Kayke. Técnico: Levir Culpi

Ponte Preta: Aranha; Jeferson, Marllon, Rodrigo e João Lucas; Fernando Bob, Elton, Léo Artur e Renato Cajá; Lins (Emerson Sheik) e Lucca. Técnico: Gilson Kleina

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos