Corintiano Pablo se lembra de época de Grêmio: "mudou profissionalismo"

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Marinho Saldanha/UOL Esporte

    Pablo (à esquerda) pelo Grêmio: pouco jogou pelo time gaúcho

    Pablo (à esquerda) pelo Grêmio: pouco jogou pelo time gaúcho

Entre os principais jogadores do Corinthians na atualidade, o zagueiro Pablo se lembrou da passagem pelo Grêmio, rival do próximo fim de semana em jogo muito aguardado do Campeonato Brasileiro. Segundo ele, o crescimento profissional foi a tônica em relação àquele período. 

"Mudou muita coisa. Muita mesmo. Primeiro que eu era um garoto, de 20 anos, que tinha acabado de sair de um time médio, o Ceará. Mudou a minha parte de profissionalismo em100%. Hoje sou consciente, sei o que tenho que fazer para me preparar para o jogo e para treino, o que comer ou não, a minha suplementação", comentou Pablo nesta terça. 

"Sei se preciso de um trabalho específico para não perder o nível de força pela sequência de jogo, então tenho um amplo conhecimento hoje do meu corpo. Sinto já no jogo que estou com nível de força caindo e preciso de trabalhos específicos. Mudou 100% do Pablo de 2012 para o Pablo de 2017", disse o zagueiro. 

Além de falar sobre o duelo de líderes do Brasileirão no fim de semana, Pablo também falou mais uma vez sobre seu futuro. O jogador está emprestado ao Corinthians até dezembro, mas a intenção do clube é antecipar a compra ao Bordeaux.  

"Não é que isso me chateia, mas você fica pensando o que vai acontecer. Na vida a gente analisa o futuro, mas às vezes nem tudo que pensamos caminha perfeitamente. Ficamos nessa indecisão se vai ou não dar certo, se terei alguma proposta na janela que vai abrir agora. Ninguém sabe o que vai acontecer. O que posso dizer é que estou muito contente e acredito que as coisas vão se encaminhar perfeitamente", comentou. 

"Só tivemos uma conversa, aquela que teve aquele boom [entrevista do agente de Pablo com críticas ao Corinthians]. Aquela história toda que sabem. Mas, depois daquilo não falamos mais. Nenhuma conversa. Mas acredito que tudo vai caminhar bem direitinho, tranquilo. Estou com a cabeça bem focada no Corinthians e acredito que nas próximas semanas vamos resolver", acrescentou o zagueiro. 

"Estou muito feliz mesmo. É um ano em que posso dizer como meu melhor como profissional. Tenho vivido em tão pouco tempo grandes coisas, ainda mais em clube como o Corinthians, então é gratificante como atleta. Estar feliz significa que quero ficar no Corinthians, mas depende não só de mim. Da minha parte seria mais fácil, tem que exercer com o o Bordeaux e tem tudo para dar certo. A janela internacional vai abrir, mas tenho projetos profissionais que converso com meu empresário e espero que tudo se encaminhe da forma correta", concluiu sobre o tema. 

Pablo ainda chamou atenção por elogios a Guilherme Arana. "É um garoto com futuro brilhante no futebol brasileiro e mundialmente também. Um menino que tem muito a evoluir, que escuta muito, não é um cara que você vai orientar e acha que sabe tudo. Eu que jogo do lado dele, estou o jogo inteiro do lado dizendo para ficar ligado. Percebi que ele melhorou o nível de concentração no treino e falei para ele", disse. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos